Resenha #39 - Enigma: Mundo Interdito (Rita Pinheiro)

| |

Autora: Rita Pinheiro
Editora: Baraúna
Ano: 2014
Páginas: 298

Onde comprar: Aqui ou Aqui



"Enigma Mundo Interdito", traz a história de Johnny, que após ser salvo de um acidente de avião, se vê num mundo diferente de tudo que ele conhece. Mas, para piorar sua situação, ele não consegue se lembrar de onde veio e nem mesmo seu nome. Na luta para recuperar a memória, descobre coisas e conhece seres que acreditava não existir. E para sobreviver naquele lugar, ele precisa se desenvolver também descobrindo que o impossível não existe desde que haja amor entre as pessoas e respeito à natureza. Por fim, encantado com o lugar e com sua salvadora, decide viver essa aventura, se tornando parte desse mundo.

E-book cedido em parceria com a autora para resenha




Em Enigma: Mundo Interdito conhecemos Johnny, um jovem de 18 ou 19 anos (não to lembrada) que não se preocupava muito com os estudos ou trabalho. Sabe dar as maiores e melhores festas e ficar com qualquer menina que desejar, pois ele é muito bonito e todas se apaixonam por ele. Ele mora em Franca, uma cidade do interior de São Paulo, mas sente vontade de conhecer outros lugares pelo mundo. Então, quando o vizinho de um amigo seu ganha uma passagem para a Flórida e não vai, Johnny não vai perder essa oportunidade e tentará ir no lugar. Entretanto, as coisas não saem como o planejado, há um acidente no avião, e ao pular do mesmo, ele caí em um mundo totalmente diferente.

Esse novo mundo é Enigma, é um mundo paralelo ao nosso, inclusive no mesmo planeta, mas totalmente diferente. Ao ser resgatado do mar por Hera, ele começa a notar algumas diferenças desse mundo, mas não se lembra como foi parar ali, o que aconteceu, e também não lembra seu nome. 

Ao longo dos seus dias em Enigma, Jhonny vai percebendo várias coisas diferentes. Não vou ficar falando muito quais são as diferenças, pois Enigma é um mundo totalmente evoluído e é muito legal ir descobrindo as particularidades desse lugar à medida que está lendo. Mas posso dizer é que é um mundo totalmente incrível, com tecnologias super avançadas e muito mais harmonioso que a Terra. A autora soube muito bem explorar esse novo mundo. 

Jhonny descobre que ele é importante nesse mundo e aos poucos vai descobrindo o porquê, mas ele precisa mudar seu comportamento primeiro. Confesso que no início eu achei o Jhonny bem chatinho, pois ele era mimado, se achava o máximo e não se importava com muita coisa além dele. Mas ao conviver diariamente com a população de Enigma ele vai descobrir que muita coisa no mundo mortal está errada e vai se esforçar para se tornar uma pessoa melhor também.

O livro foca bastante na situação da Terra. Animais sendo extintos devido a caça ilegal, florestas sendo desmatadas, violência, ódio, preconceito, a super valorização do dinheiro, a falta de fé e muitas outras coisas. Mas o modo como a autora passa isso é bem sutil; através de lições sobre a fauna e a flora do local e imagens de violência na terra. Você não sente que está levando uma lição de moral até começar a se perguntar o que estamos fazendo com o nosso mundo.

Ao enxergar a situação do seu mundo mortal, ele começará a mudar. Entretanto não será tão fácil mudar as atitudes as quais estava acostumando, chegando até desejar voltar para o seu mundo. Ele irá receber lições valiosas sobre o amor a si próprio e aos outros, aprenderá a ter fé, esperança, acreditar na sua própria capacidade e no que a força de seu pensamento poderá levá-lo a fazer. Aprenderá a não maltratar animais e a respeitar a terra, pois é ela que lhe fornecerá energia. Em Enigma, o amor é o bem mais precioso, a força-motriz para todas as coisas.


" - Não Narciso (é como a Hera chamava ele antes de saber o seu nome verdadeiro), nosso bem mais precisoso é o amor, sem ele não saberíamos aproveitar o poder da natureza, nem poderíamos nos desenvolver como seres humanos, nossas vidas seriam vazias e sem sentido. O amor é a única coisa que não pode faltar aqui, é nosso alimento diário, o ar que respiramos é a base de tudo." (pág. 49)

Hera, a pessoa que o salva é uma mulher de 20 anos e extremamente inteligente e decidida. Ela começara a se interessar em Johnny e eventualmente ele se encantará pela sua beleza, bondade e sua fé, e assim nascerá um novo sentimento em Johnny, que nunca foi acostumado a amar. 

Há outros personagens bem interessantes e o que é bem legal, a autora deu o nome de seu marido e filhos a alguns deles. Em Enigma também há alguns seres sobrenaturais, como bruxas e sereias. Essas últimas não se dão exatamente muito bem com os humanos e isso será ressaltado em determinado ponto da narrativa.

Achei o livro muito inteligente. A crítica social que a autora fez foi muito bem embasada e o mundo que ela criou foi incrível, tudo é bem explicado e detalhado, sem tornar cansativo. Entretanto, senti falta de um desenvolvimento maior dos personagens. Por mais que eu tenha entendido as motivações do Johnny para começar a mudar e ter se esforçado bastante, eu não consegui sentir essa motivação nele, entendem o que eu quero dizer? O romance também ocorreu bem rápido e não senti muita conexão entre o casal. 

O final é bem fechado, não deixa pontas soltas, mas fica aquela brecha para o próximo livro que conforme a autora me respondeu será uma trilogia. Estou bem animada com a continuação e sinto que terá bastante ação.

A narrativa da autora é bem fluida e envolvente, li o livro bem rápido e isso que eu estava lendo pelo tablet que é bem pesado e cansa a vista. Como eu li em pdf não posso dizer muito a respeito da diagramação, mas não lembro de ter encontrado erros de revisão. 

Recomendo o livro para quem gosta de universos alternativos e fantasia. O livro nos passa uma importante mensagem de amor, seja por si mesmo, pelos outros e pela natureza. 



Leia o primeiro capítulo aqui
















16 comentários:

  1. Quem sabe assim as pessoas que lerem o livro, não resolvam amar a terra um pouco mais né?! Esse livro é tipo um lost, moderno?! Entendi que seja mais ou menos isso. E por amar tanto assim a série, fiquei louca para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa!

    Eu vou ler esse livro em breve, receberei um pra resenhar e sortear no Blog, adorei sua resenha! E apesar da classificação final, continuo interessado na leitura :3

    Bjs!

    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Faz tempo que não leio nada Nacional :(
    Principalmente novos autores.
    Achei interessante, pela sua classificação prefiro esses livros assim, ler em e-book, então se eu gostar mesmo compro o físico.

    ResponderExcluir
  4. Pela resenha, o que mais gostei do livro foi ter essa ideia de colocar um novo mundo, pois faz com que o leitor conheça um lugar bastante interessante. Só não espero que seja clichê!

    ResponderExcluir
  5. Sabe que sua resenha me fez lembrar de um livro nacional que li há um tempo? O nome é O espelho da intenção, e também é sobre um povo evoluído e que valoriza muito o amor e a natureza, mas eles são de outro planeta. Algo assim, não lembro direito hehe
    Enfim, achei bacana a ideia e é sempre válido esse tipo de livro que nos faz refletir acerca de nossos erros. Parabéns para a autora!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não curto livros nacionais contemporâneos, gosto de clássicos, é a segunda resenha que leio deste livro, apesar da capa ser linda não me interessou...

    Daily of Books

    ResponderExcluir
  7. Parece ser um ótimo livro, mas não me bateu aquela vontade, curiosidade de lê-lo. Talvez um dia quem sabe.

    ResponderExcluir
  8. nao li esse livro ainda mas quero muito, ja li algumas resenhas e gostei do que li, achei ele bem interessante e tambem por ser um livro nacional.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Rafaella!
    Gostei da temática e da lição que há por trás da história. Na verdade uma reflexão com o rumo que o planeta está tomando devido a atos irresponsáveis, até de nós mesmos, que mesmo conscientes de todo o problema por qual o planeta está passando, às vezes o prejudica de alguma forma. Mas não é uma leitura que fiquei interessada em fazer!

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei super interessada em acompanhar a trajetória do garoto e a evolução dele ao longo da narrativa. Sempre acho interessante quando os autores conseguem colocar um pouco de crítica social em suas obras e misturá-la a ficção a ponto de parecer completamente sutil. Achei que esse foi o ponto mais positivo do livro.

    ResponderExcluir
  11. Esse parece ser um livro de fantasia bem doido, já gostei! Não conhecia o livro e nem a autora, boa dica!

    ResponderExcluir
  12. Gosto muitoooooo de livros que tem críticas sociais, e principalmente quando fala do planeta, desmatamento e etc.
    Só que esse mundo "paralelo" me assusta um pouco! rsrsr Sei lá, dá medo desses livros, me lembram as teorias de fim do mundo...
    bjoos

    ResponderExcluir
  13. A capa é maravilhosa, mas não sei se o gênero em si me chama muito a atenção, pela resenha ele é bem fantasia, enfim...

    ResponderExcluir
  14. Nossa que livrão hein?.Adorei esse mundo que mesmo ficando na Terra é muito mais melhorado.Histórias com lugares assim sempre me prendem e vem aquela vontade de conhecer tais locais de verdade.Johnny sem dúvidas vai aprender uma grande lição e dessa vez não fiquei brava por ser uma trilogia pois depois que começar a ler vou querer mais e mais desse novo mundo.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro. Apesar de gostar bastante de fantasia, não fiquei com vontade de ler, sério. Gosto de livro com personagens trabalhados profundamente. E eu sempre fico com um pé atrás quando o protagonista "perdeu a memória e vai lutar para recuperá-la", rs. Não tem jeito. Eu até tenho um livro na minha lista com um personagem assim... Vamos ver no que vai dar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Não curt esse tipo de leitra, mas a resenha ficou otima Parabéns.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...