Top Ten #2 - Capas mais bonitas da minha estante

12 comentários: | |

Oi gente, tudo bem? Hoje eu vim aqui fazer um novo Top Ten  para vocês. O de hoje são as 10 capas mais bonitas da minha estante. Afinal, quem nunca julgou um livro pela capa!? Eu julgo mesmo, afinal, a capa é a primeira coisa que a gente vê em um livro. 

Não está por ordem de preferência, fui pegando pela ordem na minha estante. 

1) Camundo: O Desenho e a Sombra - Nanuka Andrade



Esse livro parece ser muito fofo e divertido, é de autor nacional e pretendo ler ele no desafio literário, para o mês de Junho. Acho esse desenho da capa muito bonito e tem tudo a ver com a história. O livro também é muito bonito, cheio de ilustrações.

2) Contos de uma Fada: A Nascente das Montanhas - Letícia Black



Outro livro de autor nacional e que eu também ainda não li. Se der tempo, vou ler ele para o desafio também. Acho essa capa linda. Esse vermelho da asa da fada, contrastando com o azul da água e o branco da cachoeira está muito bonito. Parece ser um livro muito bom também. 

3) Pretty Girl-13 - Liz Coley



Esse livro já tem resenha aqui e coloquei em outra Tag já. Já deu para perceber que eu amo tudo nesse livro né!? Pois bem, a capa não poderia ser diferente. Além de ser linda, ela tem tudo a ver com a história. A menina me lembra bastante a Angie, a porta e a floresta, tem tudo a ver com a história. A fonte usada também está maravilhosa!! Ahh, amo demais esse livro!! Alias, não só a capa, todo o trabalho de diagramação desse livro está incrível.

Para saber mais o que eu achei dele, confiram minha resenha.


4) Will & Will - John Green e David Levithan



Aqui eu vou roubar e colocar as duas edições de Will & Will. Sim, eu tenho as duas. Mas não, não estou com as duas aqui. A minha edição mais antiga está fazendo uma viagem pelo Brasil. Não tenho o que dizer, a primeira eu acho uma capa simples, mas bem bonita e a segunda, eu acho fofa. E eu amo de paixão a história desse livro também. Mas nada se compara às edições estrangeiras desse livro, tem algumas que são perfeitas.


Amo a capa dos EUA e da Grã Bretanha!!!

5) Quero Ser Beth Levitt - Samantha Holtz



Esse é mais um livro nacional. Já deu para perceber que gosto bastante das capas nacionais, não é!? Em geral, acho que as editoras capricham bastante nas capas de livros nacionais, até mais do que os livros internacionais. Esse eu preciso ler urgentemente, mas a falta de tempo não deixa. Acho a foto dessa bailarina na capa linda e tem tudo a ver com a história. E esse livro parece ser super fofo e emocionante.

6) Ratos - Gordon Reece



Nem sei o que falar, Ratos é outro livro que eu amo demais e amo essa capa. Ela é bem simples, mas é perfeita. Os detalhes da capa são incríveis. Essa parede com sangue e o título do livro bem na toca do rato é perfeita. E, essa capa tem um detalhe incrível e que eu adoro. Essa toca do rato é vazada. 

7) Ladrão de Almas - Alma Katsu



Ladrão de Almas já apareceu no meu outro Top Ten: Séries que quero começar a ler, e está aqui de novo. Simples, eu comprei esse livro pela capa, mas tive preguiça de ler ele. Acho esse close nesse rosto muito bonito, esse olho azul (que eu sei que não é verdadeiro) e essas penas azuis estão incríveis. O segundo volume da série, Refém da Obsessão, também tem uma capa linda. 

8) O Chamado do Cuco - Robert Galbraith




Bom, eu comecei a ler O Chamado do Cuco, mas não consegui me prender a história, então deixei ele de lado. Vou pegar para ler em outro momento, porque acredito que vale a pena. Acho essa capa muito bonita, os detalhes estão muito bonitos. A silhueta, o prédio, os pássaros e esse portão. E fora que é capa dura, esse livro está muito bonito.

9) Feita de Fumaça e Osso - Laini Taylor



Esse livro já apareceu em algumas Tag, e eu gosto muito dele. E gosto bastante dessa capa. Ela não tem exatamente a ver com a história, mas eu acho linda. E ela é um pouco metalizada (não dá para ver na foto), ou seja, quando o vendedor trouxe ela para mim na livraria eu quase pirei. O segundo volume, Dias de Sangue e Estrelas, também tem uma capa muito bonita.

10) Caminhos de Sangue - Moira Young



Como o último livro da lista eu escolhi Caminhos de Sangue. Gosto muito de silhuetas em capas, e o preto contrastando com o vermelho do céu e com as cores alaranjadas da vegetação ficou lindo. Gosto muito dos livros da Intrínseca, pois o pingo no I geralmente sempre combina com as fotos. 

*

E aí, gostaram da minha seleção de capas? Já leram algum deles, o que acharam?
E vocês, tem uma capa preferida na estante de vocês?






Resenha #7 - A Garota da Casa Grande (Amanda Marchi)

7 comentários: | |

Para comemorar que o blog está de cara nova vim aqui com uma resenha para vocês. Ela não estava planejada, então não saiu muito boa, mas deu vontade de escrever.

Quanto a nova cara do blog. Preciso agradecer imensamente a Thauanna Rodrigues, que tão gentilmente se dispôs a fazer esse layout fofíssimo que eu adorei. Obrigada Thauanna!! Nem tenho como agradecer. Amei!! 

Então, vamos a resenha:


A Garota da Casa Grande é o romance de estreia da autora nacional Amanda Marchi. O livro nos traz a história de amor entre Georgia e Alice. 

Georgia é uma menina da capital que todos os anos vai passar suas férias escolares na casa da sua avó em uma cidadezinha do interior. Lá ela não tem muita coisa para fazer, então logo se vê numa rotina monótona. Isso, é claro, até ela conhecer Alice. 

Alice é a garota da casa grande, uma casa que é vizinha a casa da sua avó. Não vizinha da frente, mas da diagonal (uma vez que na frente há um terreno vazio). Alice é uma menina baixinha, muito bonita e com olhos incrivelmente verdes, descritos muitas vezes por Georgia como olhos cor de azeitona. 

Elas se conhecem em um dia em que Georgia está na sua rotina de passear com o cão Max e ler um bom livro. E Alice está fazendo sua corrida matinal pela cidade. Nesse quesito as duas são completamente opostas: enquanto Georgia é sedentária e gosta de aproveitar a calmaria para ler um bom livro, Alice gosta de correr.

Outra coisa que elas são bastante diferentes é que Georgia assumiu a sua sexualidade há dois anos e convive bem com ela. Enquanto Alice está passando por aquela fase de aceitação, e ainda se vê tendo que lidar com comentários preconceituosos dos outros.

O livro é simples, não possui grandes dramas. É leve e bastante tocante. O modo como Georgia nos mostra o mundo através do seus lindos olhos azul é bem interessante. Aliás, eu gostei muito da Georgia, me identifiquei bastante com ela ao longo da narrativa. A Alice também é divertida e tem uma cena em que ela tem que lidar com babacas preconceituosos que eu adorei.

Esse é um daqueles livros que dá para ler em poucas horas e quando termina da um gostinho de quero mais. É um livro sobre um romance entre duas mulheres sim, mas acima de tudo, é um romance entre duas pessoa. Pois para um amor não importa sexo (tá, essa frase é bem clichê, eu sei, mas é a realidade). O que eu mais gostei nele, foi que o relacionamento entre a Georgia e a Alice foi tratado com naturalidade, sem aqueles grandes dramas que algumas histórias com relacionamento homossexual trazem. 

Uma personagem secundária que eu gostei bastante foi a avó da Georgia. Gostei da sensibilidade dela e do modo como ela agiu com a neta. Se todas as pessoas tivessem apoio de familiares do jeito que Georgia tem, não veríamos tantas tragédias.

Por mim o livro poderia ter mais 200 páginas que eu leria super feliz. Alias, eu achei que o livro deveria ser um pouquinho maior, pois achei o final um pouco corrido e deu uma dorzinha no coração.

Recomendo esse livro para quem não tem preconceito. Aliás, eu recomendaria para todos, pois acho algo super natural, mas não quero ninguém indo falar besteira para a autora depois. E também para quem quer curtir uma história de amor fofa e leve.

A resenha não saiu muito boa, pois ela não estava planejada, mas achei que eu deveria postar a minha opinião e incentivar outras pessoas a lerem, e também prestigiar nossa literatura nacional.

Aqui está um quote do livro que eu gostei bastante e mostra a visão da Georgia sobre o preconceito e sobre a dúvida e incerteza que as pessoas sentem, não só na hora de se assumir aos outros, mas serve também para várias fases da vida. Não lembro a página, pois eu, muito inteligentemente embalei o livro sem anotar.

"É uma sensação de pena misturada à dor que os olhos podem tão bem expressar, ainda mais se você já a sentiu. A dúvida, a insegurança, e principalmente o medo. Se todos os seres humanos passassem por essa experiência não existiria nenhum tipo de preconceito no mundo, porque ela, de algum modo, consegue abrir seu coração para as coisas que antes não percebia. É tão libertador, ela é capaz de sensibilizar o diamante mais bruto diante dos fatos da vida. Quando esta sensação é como se um peso fosse tirado de seu peito e você respirasse pela primeira vez. Infelizmente muitas pessoas nos discriminam por fazer isso. Elas, quase literalmente, nos discriminam por respirar.


Essa foi mais uma resenha feita para o Desafio Literário Skoob para o mês de abril com o tema livro escrito por mulher.

E também foi mais um livro lido através do grupo Livro Viajante do Skoob








Sobre o Desafio Literário Skoob 2014

4 comentários: | |



Oi gente!! Tudo bem?

Percebi que não fiz uma postagem apresentando o Desafio Literário que eu estou participando, só tenho colocado as resenhas. 

O Desafio Literário Skoob 2014 foi organizado por um grupo de pessoas que fazem parte do grupo do Livro Viajante no Skoob, o objetivo é estimular os participantes a lerem e interagirem e após o término da leitura escrever uma resenha ou um pequeno comentário sobre o que leu de modo que os outros participantes possam conhecer outros livros e para que possam interagir e discutir sobre os temas.

Temas:

Janeiro: Livro que virou filme

Fevereiro: Clássico Mundial

Março: Suspense (englobando mistério/assassinato/policial)

Abril: Livro escrito por mulher

Maio: Biografia

Junho: Autor brasileiro (englobando contemporâneos)
Dias Perfeitos - Raphael Montes
Mundo de Fantas - Vários autores

Julho: Livro que você não leria (indicado por outro participante)

Agosto: Livros sobre bruxas

Setembro: Série

Outubro: Ficção Científica

Novembro: Infanto-juvenil

Dezembro: Lançamento de 2014

Esses são os temas propostos para o desafio. Irei atualizando o tópico com os links das resenhas a medida que irei fazendo. 

Por enquanto tenho gostado bastante de participar do desafio. Ele tem me incentivado a escrever mais resenhas e tenho gostado bastante da experiência, além de poder conhecer outros livros, o que nunca é demais.








TAG #4 - Abrigo Nuclear

9 comentários: | |

Oi gente!! Tudo bem?? Voltei rápido dessa vez né!? Pois então, eu resolvi responder uma Tag para vocês. A primeira vez que eu vi a Tag foi no canal da Pâm do Garota it e ela foi criada pela Taryne do vlog Literatour TV.

A tag é o seguinte: "Imagine que uma grande catástrofe vai se abater em breve sobre o planeta terra e você tem a oportunidade de se esconder em um abrigo nuclear! Cada pessoa que vai ficar nesse lugar tem direito a levar 10 livros para compor a biblioteca. Porém, seus escolhidos tem que estar de acordo com as seguintes características. 


1) Um livro clássico que precisa ser lido:

Bom, não leio muitos clássicos, para falar a verdade #shameonme, mas o clássico que eu levaria e aproveitaria para reler é Dom Casmurro de Machado de Asis. Acho que esse é um daqueles livros que todo mundo precisa ler uma vez e é uma obra magnífica da nossa literatura. 



2) Um livro que está na sua lista de espera faz tempo:

Essa não é tão difícil, já que tem muitos livros na minha lista de espera. Mas já que em um abrigo nuclear eu iria ter tempo de sobra para ler, então nada melhor do que Morte Súbita de JK Rowling. 


3) Um livro que tem um ótimo "elenco" de personagens:

Para essa categoria eu escolheria Divergente de Veronica Roth, sem dúvidas, acho que há ótimos personagens nesse livro. Tris, Quatro, Cristina, Will e Uriah com certeza são meus favoritos. 


4) Um livro que não sai da sua mesa de cabeceira: 

Bom, não tenho livro de cabeceira e não costumo reler livro. Então, um livro que eu escolheria e que eu reli algumas vezes e que passa uma mensagem bonita e faria bem para as pessoas dentro do abrigo seria Polyana de Eleanor H. Porter. A Polyana com seu jogo do contente seria uma boa fuga da realidade para as pessoas que estariam no abrigo também.


5) Um livro que te provoca reações físicas:

Sou meio insensível, então é meio difícil eu chorar com algum livro, mas esse me conquistou. Pela dor da personagem, pela situação pela qual passou e principalmente, pelo transtorno que ela desenvolveu. Tem uma parte, mas para o fim do livro que é muito triste e a decisão que ela teve que tomar também foi de cortar o coração. O livro escolhido para essa categoria é Pretty girl-13 de Liz Coley e se quiserem saber mais, tem resenha dele aqui no blog.



6) Um livro que te ganhou pelo título:

Confesso que a primeira coisa que me chamou a atenção nesse livro foi o título, depois a capa e só então eu fui ler a sinopse. É um livro que eu gosto bastante e que também tem ótimos personagens. Feita de Fumaça e Osso de Laini Taylor, eu adoro esse livro e acho o título genial, principalmente depois de você entendê-lo.


7) Um livro que te fez pensar sobre ele por vários dias:

Bom, não tenho muito o costume de ficar pensando no livro por vários dias após ler. Até porque eu acabo de ler um livro e no dia seguinte já estou lendo outro. Mas um livro que me fez pensar enquanto eu lia e acho que tem mensagens que eu não vou esquecer é Todo Dia do David Levithan. Acho que esse é um livro que todos devem ler, possui várias mensagens e trata de diferentes assuntos, como drogas, preconceitos, a sensação de querer pertencer a algum lugar ou a alguém. Enfim, amo demais esse livro!!


8) Um livro que todo mundo ia gostar de ler:

Tentei pensar em outro livro para não falar esse, mas acho que não acho nenhum que se encaixaria tão bem nessa categoria. Alias, acho que outras pessoas também levariam ele, mas eu escolheria Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban da J.K. Rowling. E por que o terceiro, e não o primeiro, vocês podem perguntar? Bom, porque ele é meu preferido, e com certeza outras pessoas levariam a Pedra Filosofal e a Camâra Secreta e talvez os demais da série. Bom, é impossível não escolher Harry Potter e esse tem a história dos Marotos e eu amo demais.


9) Um livro que você leu por obrigação (na escola, faculdade) e mesmo assim gostou:

Essa é uma categoria relativamente fácil, até porque eu geralmente não tive problemas com os livros que eu tive que ler na escola, a maioria eu gostava. Mas o que eu escolheria para levar seria O Matador da Patrícia Melo. O livro conta a história de um jovem que mora numa favela de São Paulo e ele toma várias atitudes erradas ao longo da vida dele e isso vai influenciar em várias coisas, até ele se tornar um matador. É um livro cheio de palavrões e cheio de cenas de sexos e talvez muitas pessoas não gostem, mas eu gostei bastante. Tive que inclusive fazer uma monografia sobre ele, mas me diverti fazendo.


10) Um livro que você amou ganhar de presente:

Não ganho muitos livros de presente, mas um que eu gostei bastante foi O Vampiro Lestat de Anne Rice. Bom, ainda não li esse livro, mas quero ter a coleção completa de As Crônicas Vampirescas, como já disse aqui em outro post, e a pessoa que me deu esse livro é bastante especial. 



*

Bom, essa foi a minha escolha de livro para ajudar a compor a biblioteca no Abrigo Nuclear. Acho que seriam bons livros para as outras pessoas lerem e que eu gostaria de ter comigo também. 

Espero que tenham gostado da tag assim como adorei respondê-la. Se quiserem fazer também, sintam-se a vontade, só não se esqueçam de dar os devidos créditos a pessoa que criou.

Beijos e até o próximo post =**

Top Ten #1 - Séries que quero começar a ler

12 comentários: | |

Oi gente, como vocês estão? Aproveitando o final do feriado? E como foram a Páscoa de vocês? Muito chocolates ou muitos livros? Bom, minha páscoa não foi muito animada, mas aproveitei para ler bastante.

Estou começando uma nova coluna no blog. Vou tentar fazer com uma certa periodicidade, mas não vou garantir nada. A coluna é de um Top Ten, que consistirá de uma lista com as minhas 10 escolhas de acordo com o tema. O de hoje será as 10 séries que eu quero começar a ler. Algumas são séries que estão completas já e outras ainda estão em andamento, mas que eu quero começar a ler.

Na verdade me inspirei no Top Ten do blog da Morgan, Meu Estranho Mundinho Insano

Vamos então à lista:

10.  Trilogia Taker - Alma Katsu


Eu comprei Ladrão de Almas acho que no final de 2012 e ainda não li, mas é uma trilogia que eu quero começar. Não sei muito bem do que se trata. Parece ser um romance histórico e sobrenatural. 

Confesso que comprei Ladrão de Almas mais pela capa, que é bem bonita, mas me deu preguiça de ler. Mas como vou receber o Livro Viajante de Refém da Obsessão acho que é uma boa hora para começar a ler.

Sinopse de Ladrão de Almas: "No turno da noite de um hospital no estado do Maine, o Dr. Luke Findley espera ter outra noite tranquila com lesões causadas pelo frio extremo e ocasionais brigas domésticas. Mas, no momento em que Lanore McIlvrae — Lanny — entra no pronto-socorro, muda a vida dele para sempre. Uma mulher com passado e segredos misteriosos. Lanny não é como as outras pessoas que Luke conheceu. E Luke fica, inexplicavelmente, atraído por ela... Mesmo sendo suspeita de assassinato; e conforme Lanny conta sua história, uma história de amor e uma traição consumada que ultrapassam tempo e mortalidade, Luke se vê totalmente seduzido. Seu relato apaixonado começa na virada do século 19 na mesma cidadezinha de St. Andrew, quando ainda era um templo puritano. Consumida, quando criança, pelo amor que sentia pelo filho do fundador da cidade, Jonathan, Lanny fará qualquer coisa para ficar com ele para sempre. Mas o preço que ela tem de pagar é alto — um laço imortal que a prende a um terrível destino por toda a eternidade. E agora, dois séculos depois, a chave para sua cura e salvação depende totalmente de seu passado."


9. Trilogia Delírio - Lauren Oliver


Outra trilogia que eu quero muito começar a ler é a trilogia Delírio da autora Lauren Oliver. O primeiro volume (Delírio) e o segundo (Pandêmonio) já foram lançados aqui no Brasil e o terceiro e último (Requien) está com a previsão de lançamento para Maio deste ano.

É uma distopia que me lembra um pouco de Feios, mas me chamou bastante a atenção. Eu tenho Delírio, que pretendo ler para o mês de outubro do Desafio Literário com o tema de ficção científica e também vou receber o livro viajante de Pandemônio.

Sinopse de Delírio: "Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?"


8.  Os Lobos de Mercy Falls - Meggie Stiefvater



Outra trilogia que eu morro de vontade de ler é Os Lobos de Mercy Falls da autora Maggie Stiefvater. Já ouvi falar super bem dessa série, sobre a narrativa quase poética da autora e eu tenho bastante interesse no assunto de lobos. O primeiro livro é Calafrio, o segundo é Espera e o terceiro é Sempre

Sinopse de Calafrio: "Quando chega o inverno, Grace é atraída pela presença familiar dos lobos que vivem no bosque atrás de sua casa. Ela espera ansiosamente pelo frio desde que fitou pela primeira vez os profundos olhos amarelos de um dos lobos e sobreviveu ao ataque de uma alcateia. Esses mesmos olhos brilhantes ela encontraria mais tarde em Sam, um rapaz que cresceu vivendo duas vidas - uma normal, sob o sol, e outra no inverno, quando vestia a pele do animal feroz que, certa vez, encontrou aquela garota sem medo. Tudo o que Sam deseja é que Grace o reconheça em sua forma humana, e para isso bastaria que trocassem um único olhar. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência e quando se tornará um lobo para sempre. Enquanto buscam uma maneira de para torná-lo humano para sempre, têm de enfrentar a incompreensão da cidade, que vê nos lobos um perigo a ser combatido."

7. Trilogia Alfa e Ômega - Patricia Briggs





Outra trilogia de livro que eu quero muito ler também é a Trilogia Alfa e Ômega da Patricia Briggs. A autora publicou Alfa e Ômega, Lobos Não Choram, como um spin-off da coletânea Á Caça. O livro fez tanto sucesso que a autora decidiu continuar, e escreveu os outros dois livros, O Domínio do Lobo e a Fúria do Lobo. Uma pena que a série principal não chegou ao Brasil :(.

Essas capas são maravilhosas, não são!?

Sinopse de Lobos Não Choram: "Anna nunca soube que Lobisomens existiam, até a noite em que sobreviveu a um ataque violento... E se tornou um deles. Depois de três anos como o membro menos importante da alcateia, Anna aprendeu a manter a cabeça baixa e a nunca, jamais, confiar nos machos dominantes. Foi então que Charles Cornick, o matador de aluguel e filho do líder dos lobisomens da América do Norte, entrou em sua vida.Charles insiste em afirmar que Anna não está destinada a ser somente sua grande companheira, mas também um raro e valioso lobo Ômega. A força interior de Anna e a sua presença tranquilizadora serão realmente valiosas quando ela e Charles saírem à caça de um lobisomem desgarrado, uma criatura dominada por magia tão negra que poderia ameaçar toda a alcateia..."

6. Fazendo Meu Filme - Paula Pimenta


Uma série nacional que eu quero muito ler é Fazendo Meu Filme da autora Paula Pimenta. O livro parece ser meio adolescente, mas confesso que fiquei bem interessada e já ouvi falarem muito bem nele. Fora que essas capas são maravilhosas também.

Sinopse de Fazendo Meu Filme 1: "A estreia de Fani - Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. 
“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades." 


5. Kaori - Giulia Moon



Outra série nacional que eu morro de vontade de ler é Kaori da autora Giulia Moon. É uma história sobre vampiros, mas que mistura passado e presente. Os capítulos se intercalam entre a história passada no século XV no Japão e no século XXI no Brasil.

 A série principal conta com dois livros Kaori 1 - Perfume de Vampira; Kaori 2 - Coração de Vampira. Além disso, existe Kaori e o Samurai sem Braço que também faz parte do mesmo universo, mas não é continuação.


Sinopse de Kaori 1: Perfume de Vampira - "Século XV: Kaori, uma bela garota com o perfume da sedução, trilha caminhos perigosos entre samurais, senhores feudais, prostitutas e criaturas mágicas do folclore japonês. No seu caminho, surge José Calixto, um artista sensível e apaixonado, capaz de tudo para dar vida a uma obra imortal.

Século XXI: na fervilhante Avenida Paulista, coração de São Paulo, Samuel Jouza tem uma profissão peculiar. Ele observa vampiros para um misterioso instituto de pesquisas. Mas o olheiro percebe que a sua profissão é muito mais perigosa do que imaginava, ao salvar um menino das garras dos sanguessugas.

De um lado, a magia das sagas heróicas de samurais, o mistério das antigas lendas do Japão. Do outro, uma aventura ágil e atual, que tem como cenário o Brasil. Dois universos se entrelaçam e se cruzam neste novo romance de vampiros escrita por Giulia Moon."

4. Protetorado da Sombrinha - Gail Carriger


Essa série me chamou bastante atenção, e eu aproveitei uma promoção no Submarino e comprei Alma?. Será meu primeiro contato com Steampunk.

Sinopse de Alma? - "Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.

E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.

Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?"


3. Trilogia Fronteiras do Universo - Phillip Pulman



Quando eu assisti A Bússola de Ouro pela primeira vez eu nem fazia ideia que o filme era adaptado de um livro, e muito menos que era uma trilogia. Então podem adivinhar meu surto quando eu descobri né!? Fiquei louca para comprar essa série, só que é bem cara. Aí um belo dia, o Submarino colocou ela em promoção, era edição econômica, mas nada é perfeito né!? Agora só preciso começar a ler.

Eu adoro esse universo que o Phillip Pulman criou e tudo mais, sem contar que eu adoraria ter um daemon para mim. E adoro a Lyra. 

Falam que o livro A Bússola de Ouro é bem melhor que o filme, e não duvido, mas como eu adorei o filme, espero gostar ainda mais do livro.


Sinopse de A Bússola de Ouro: "Lyra enfrenta uma arriscada jornada ao extremo Norte para salvar Roger, seu melhor amigo, e outras crianças de terríveis experiências científicas que as separam de seus daemons."


2. Série Gone - Michael Grant


Já ouvi muitas pessoas falarem super bem dessa série, e eu morro de vontade de ler, mas os livros são bem caros. Então, por enquanto, ainda não tenho nenhum, mas espero tê-los em breve. Já me falaram que o autor não poupa nada, mesmo escrevendo sobre crianças e pré adolescentes, e isso foi o que mais me chamou atenção.

Sinopse de Gone: "O Mundo Termina Aqui - Em um piscar de olhos, todos com mais de 14 anos desaparecem. Restam adolescentes. Pré-adolescentes. Crianças. Nenhum adulto. Nenhum professor, policial, médico ou responsável. Linhas de telefone, redes de televisão e a internet param de funcionar. Não há como pedir ajuda. A fome é intimidante e a violência começa. Os animais parecem estar se transformando, e uma criatura sinistra está à espreita. Os próprios adolescentes estão ficando diferentes, desenvolvendo novos talentos: poderes inimagináveis, perigosos e mortais, que crescem dia após dia. É um mundo novo e assustador. É preciso escolher um lado — e a guerra é inevitável."


1. Série As Crônicas Vampirescas - Anne Rice


E por fim, a série que eu mais tenho vontade de ler, além de ter a coleção completa é a série das Crônicas Vampirescas da Anne Rice. Me falam super bem dessa série, e que a escrita da Anne Rice é incrível. Por enquanto eu tenho Entrevista Com o Vampiro e o Vampiro Lestat. Como essa também é uma série que os livros são bem caros, pretendo adquiri-los aos poucos. 

Sinopse de Entrevista com o Vampiro: "Este romance começa com um jovem repórter entrevistando Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro por Lestat. Luis conta sua história aos ouvidos atentos do repórter, revelando segredos do mundo dos vampiros."


*

E aí gente, o que acharam da minha lista? Já leram alguma dessas séries? O que acharam. Obviamente tinha outras, mas essas são as que eu tenho mais vontade, seja porque tenho o livro há muito tempo, ou seja porque eu quero mesmo começar a ler. Eu iria colocar a série Instrumentos Mortais nessa lista, mas como eu já comecei a ler Cidade dos Ossos, resolvi dar lugar a outra.

Beijinhos e até o próximo post =*





Resenha #6 - Fiquei com seu número (Sophie Kinsella)

8 comentários: | |

Fiquei com o seu número é mais um chick-lit da autora Sophie Kinsella, conhecida por ter escrito série de livros da Becky Bloom, que começou com Os Delírios de Consumo de Becky Bloom.

Em Fiquei com o seu número somos apresentados a Poppy Wyatt. Uma jovem fisioterapeuta que está prestes a se casar. Ela reúne suas amigas para um chá em um hotel, que seria sua despedida de solteira. Entretanto, no meio do chá ocorre um desastre. O alarme de incêndio do hotel dispara e no meio da confusão, Poppy perde a única coisa que não poderia perder. O anel de noivado que seu noivo, Magnus, lhe deu. Um anel valiosíssimo que está na família Tavish a gerações, com uma esmeralda e dois diamantes. Maldita hora que ela tirou o anel do dedo e deixou suas amigas experimentarem! Quem mais faria isso?

Desesperada por não conseguir encontrar o anel, Poppy mobiliza toda a equipe do hotel para encontrá-lo. Passa o número do seu celular para o concierge do hotel, para as faxineiras, cozinheiras, ou seja, todo mundo. Mas, ao que parece, a sorte não é muito amiga de Poppy, e em um momento que ela sai do hotel para encontrar área para seu celular, um homem chega e o rouba.

E é aí então, que Poppy desesperada, anda de um lado para o outro no saguão do hotel. E o que ela encontra em uma lata de lixo!? Um celular!. E essa é a chance dela! Ela passa o número desse novo celular para todos os funcionários do hotel, pois ela tem que encontrar o anel de qualquer jeito.

É a partir desse momento que a história começa. O celular na verdade é da ex-assistente de Sam Roxton, um empresário que trabalha na Consultoria White Globe e que é conhecido por não responder e-mails e por ser “curto e grosso” nas respostas que ele dá (quando as dá). Ele tenta conseguir o celular de volta, afinal, é da empresa. No entanto, Poppy se recusa terminantemente a devolver, afinal “o que se encontra no lixo é patrimônio publico” e ela precisa de um número para o caso de alguém encontrar seu anel. Eles então firmam um acordo: todos os e-mails e mensagens de texto que Sam receber no celular, ela vai encaminhar para ele.

Entretanto, Poppy não se conforma em apenas encaminhar as mensagens para Sam. Ela as lê, e a partir disso, ela vai descobrindo coisas sobre Sam e montando uma imagem dele. O jeito direto que ela responde os e-mails a irrita, a recusa dele não responder alguns e-mails a irritam, e mais várias outras coisas a irritam, "como uma pessoa pode ser assim", e eventualmente, ela vai tentar fazer algo para “ajuda-lo”.

Poppy se mete em inúmeras confusões enquanto tenta ajudar Sam. E paralelamente a isso, ela tenta encontrar seu anel perdido, e não sabe como lidar com a família Tavish, pois eles são intimidantes e super inteligentes, e ela se sente inferior na presença deles, afinal, na primeira vez que os encontrou, ela não sabia nem pronunciar "Proust".

O história traz várias reviravoltas, e como ele é narrado em primeira pessoa pela Poppy, a gente vai descobrindo essas reviravoltas com ela, e é impossível não se surpreender. Assim como é impossível também não sentir as emoções da Poppy. E também é impossível não sentir vergonha alheia por ela.

O livro é leve, doce e divertido. A leitura flui rápido, embora eu tenha demorado um pouco, pois os capítulos são em geral muito grandes. É impossível não dar boas gargalhadas ao longo do livro, e a medida que Poppy consegue desvendar um pouco mais do Sam e descobre as confusões que fez, e a partir disso, ela própria vai mudando algumas coisas em suas atitudes. 

O final me deixou bastante nervosa e confesso que chorei nas últimas páginas, mas acabou de uma forma que me deixou totalmente satisfeita, e me surpreendeu bastante. Gostei do modo como a Poppy se desenvolveu na história e se tornou uma pessoa mais segura de si e determinada.

Um detalhe que me chamou bastante atenção no livro foram as notas de rodapé. Elas são muito divertidas e complementam a história de um modo surpreendente. Ri muito com elas, e elas têm um significado todo especial na história. Também não se pode esquecer que grande parte da história se passa através de mensagens de texto, e elas também são bem engraçadas, e a forma que a Poppy reage a elas é simplesmente hilária.

Fiquei com seu número é um livro divertido e inteligente que nos faz refletir sobre a dependência que o celular exerce em nossas vidas, mas também da importância dele, afinal, foi através do celular que Poppy e Sam se aproximaram.

 
Essa foi mais uma leitura realizada para o mês de abril do Desafio Literário Skoob 2014, com o tema "Livro escrito por mulher" E mais uma leitura realizada através do grupo Livro Viajante do Skoob









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...