Book Haul #2 - Maio/2014 + Amigo Secreto de Páscoa

17 comentários: | |

Olá pessoas, e aí, como estão?

Maio está terminando e estou aqui para postar o a Book Haul. Foi um mês bastante proveitoso, ganhei três livros e um que eu tinha comprado em abril chegou. Ou seja, não comprei nenhum livro esse mês. Também participei do meu primeiro amigo secreto e gostei muito da experiência.

Então vamos ao que interessa


Battle Royale - Koushun Takami


Eu fiquei sabendo do mangá por um amigo que fazia estágio comigo quando tinha emprestado Jogos Vorazes para ele, e ele comentou da semelhança. Também tem um filme, mas acabei nem procurando para assistir. Entretanto, quando eu soube que a Globo Livros ia trazer o livro para o Brasil, eu praticamente surtei. Assisti a vários vídeos resenhas e li várias outras falando super bem dele. Que o autor escreve maravilhosamente bem e sabe desenvolver todos os personagens e principalmente, que a história é bem sangrenta.

Comprei o livro numa super promoção na Saraiva, quase 50% de desconto e frete grátis, no mês passado. Obviamente não resisti. O livro demorou muito tempo para chegar e estava quase ficando desesperada, mas enfim chegou na metade do mês de março.

O livro é enorme, tem quase 700 páginas. A capa é incrível e tem uma textura muito legal. O livro também tem um mapa da ilha em que os estudantes batalham na contra capa. 

Enfim, quero muito, muito ler esse livro logo!!

Vou deixar o link para o Booktrailer que está muito legal, mas não estou conseguindo encontrar para colocar aqui.



O Circo da Noite - Erin Morgenstern


Esse livro eu ganhei em um sorteio \o/. Ganhei no sorteio realizado pelo grupo do Desafio Literário Skoob 2014 que eu participo pela resenha de um livro que eu resenhei no mês de abril. Fiquei muito feliz, esse é um livro que eu queria muito ler, já li várias críticas positivas e essa capa é maravilhosa. Adorei os marcadores também, muito fofos, de animes.

Obrigada Michelle. Esse mês eu não consegui ler a Biografia para o DL, mas prometo compensar agora em Junho.


Amigo Secreto de Páscoa Livro Viajante 2014

Como eu disse lá no início do post. Em abril eu participei de um Amigo Secreto de Páscoa. Ele foi realizado pela Camila, Débora e Aline, para o grupo do Livro Viajante no Skoob. Foi uma experiência muito legal. Me diverti muito com as gincanas e quizzes que aconteceram. Gostei muito da pessoa que eu tirei e também da minha AS, além das outras pessoas que participaram.



O presente deveria ser composto de:

1 livro
1 item de páscoa
1 item de papelaria
1 guloseima
5 marcadores 
1 item que define a pessoa que tirou

Como podem ver, minha AS que foi a Márcia, foi bem generosa e me deu não apenas um, mas dois livros. Metamorfose? da Gail Carriger, segundo volume da série Steampunk "O Protetorado da Sombrinha", que eu quero muito começar a ler. E De repente, o amor da autora Susan Fox, a história é um romance erótico, mas pelo que eu li em algumas resenhas, com conteúdo, além disso, apesar de ser uma série, ela conta a história das 4 irmãs de uma família, ou seja, não preciso necessariamente ler todos os livros.

Além dos dois livros maravilhosos. Ganhei muitos bombons da Chocolate Brasil Cacau, que confesso, fiquei viciada... as trufas são maravilhosas e até meu instrutor da auto escola ganhou uma. Os marcadores são lindos. Os cartões postais são muito legais, nem sei se vou ter coragem de usar. E o item que me define, que eu adorei, foi um porta moedas do Harry Potter, que para quem ainda não sabe, eu amo!!

Também adorei ter escolhido os presentes para quem eu tirei. Confesso que fiquei meio desesperada por causa do item que a definia, e acabei enviando dois, e ela adorou. Então, acertei nas minhas escolhas;

Foi uma experiência muito boa, e pretendo participar de muitos outros (mesmo significando que eu ficarei um pouco mais pobre), pois é uma experiência muito agradável.


Então é isso. Espero que tenham gostado.
Já leram algum desses livros ou pretendem ler? Me contem nos comentários.


Beijinhos e até a próxima,




Resenha #9 - A Última Nota - Felipe Colbert & Lu Piras

24 comentários: | |

Nossa, maio passou tão rápido e eu não escrevi nada de resenha. Foi um mês super enrolado nas minhas leituras, mas não podia deixar de escrever sobre esse livro maravilhoso que eu li. 

Título: A Última Nota
Autores: Felipe Colbert & Lu Piras
Editora: Novo Século
Ano: 2012
Páginas: 260

Bom, começar a falar desse livro é difícil, pois foi um livro que estava na minha lista para ler há muito tempo. Tive a oportunidade de ler ele como um Livro Viajante e definitivamente não me arrependi.

A Última Nota é uma obra nacional escrita em coautoria pelos autores Felipe Colbert e Lu Piras. O livro conta a história de Alícia Mastropoulos, filha de uma família de gregos, mas que decidiu ir contra o que seus pais queriam para ela e resolveu realizar o seu sonho e o de seu avô, Amadeus Mastropoulos, que é a música. 

Alícia estuda música na Escola de Música da UFRJ e ela foi convidada para ser a spalla (primeiro-violino) de um concerto. De fato, a história começa quando Alícia está procurando em meio as partituras de seu avô, que falecera há um ano, e encontra uma de suas composições originais. Uma obra chamada Gratia. No dia do concerto, ela resolve mudar seu solo e tocar a composição do seu avô no lugar. E é a partir disso que a história começa.

Alícia tocara a composição de seu avô no concerto que fora no Parque Lage (a história se passa no Rio de Janeiro, para quem não conhece) e foi um imenso sucesso e todos ficaram emocionados. Entretanto, ela não se considerou merecedora de tanto aplausos, pois ela errou a última nota. No entanto, ninguém percebeu esse deslize.

Após o conserto, no mesmo dia, Alícia recebe um telefone do hospital dizendo que um homem fora encontrado no coreto do Parque Lage e não se lembra de nada, apenas que acordara chamando pelo nome dela. Bizarro né!? Alícia chega no hospital pensando que seria seu namorado Theo, mas ao chegar lá, qual é a sua surpresa em ver que não fazia a mínima ideia de quem era o rapaz e que ele era lindo!?

Basicamente esse é o enredo do livro. A partir de então, a avó de Alícia hospeda o homem (que ela dá o nome de Sebastian) em sua casa. Alícia não gosta muito dessa notícia e passa a encontrar maneiras de manter Sebastian longe dela, mas ele não está muito disposto a isso.

A história vai contando o amadurecimento da relação entre Sebastian e Alícia, em como eles vão encontrando afinidade um com o outro, e como isso, ao mesmo tempo que causa confusão nela, faz ela se tornar uma pessoa melhor do que já fora até então, e mais verdadeira. Ao mesmo tempo em que ela precisa resolver as coisas com o Theo, que é seu noivo, mas que ela não se sente verdadeiramente feliz quando está com ele. 

O romance do livro em si é bastante previsível e até um pouco clichê. Desde o início se sabe exatamente o que vai acontecer. Mas há algumas reviravoltas na história que faz dela bastante emocionante. Além disso, tem o mistério que desde o início se têm vontade de descobrir. Quem é o Sebastian? De onde ele veio? Por que ele não lembra nada da sua vida até então!? Alícia não busca exatamente encontrar essas respostas. Para ela sua vida também começara a partir do momento em que conheceu Sebastian. Mas essas perguntas não saíram da minha mente.

Outro tema que o livro aborda são as relações familiares. Alícia, apesar amar os seus pais e respeitá-los, não concorda exatamente com o que os pais desejam para ela. Para sua mãe, principalmente, ela não deveria fazer uma faculdade, muito menos o curso de música. Ela deveria focar nas suas relações com o Círculo Grego, e arrumar um bom casamento. Alícia, ao contrário, quer viver seu sonho, se tornar uma excelente violinista, o sonho que ela sempre teve e o qual seu avô lhe inspirou.

"Minha única conquista eu devia ao meu avô Amadeus, que plantara a semente do sonho dentro de mim. Eu nunca desejei nada que não fosse para conquistar. As conquistas dele sempre pareceram ser minhas próprias conquistas, e vice-versa. E, para isso, ainda que precise caminhar contra o vento, eu estava disposta a continuar sonhando." (pág. 45)
 Alícia sempre teve uma boa relação com seus avós e por isso sempre levou a música muito a sério, pois seu maior desejo era que seu avô, se ainda fosse vivo, sentisse muito orgulho dela. Além disso, ele era um homem muito sábio e que sempre tivera ótimos conselhos para lhe dar. Ela também ama sua avó, Dona Cecília, e é sempre para a casa dela que Alícia se refugia quando precisa ser ela mesma. Dona Cecília não tem uma boa relação com os pais de Alícia, pois eles acham que ela foi a razão de Amadeus não ter criado o pai de Alícia segundo os costumes gregos.

A Última Nota, além de ser uma história de amor muito bonita e que me fez sonhar em encontrar um Sebastian para mim, é uma história que conta sobre a importância de ser você mesma, de viver de acordo com aquilo que você deseja para si, e não pelo que os outros querem (mesmo que sejam seus pais). É um livro que fala das relações humanas, principalmente.

Alícia, em sua busca pelo seu autoconhecimento aprende muitas coisas, e principalmente, aprende a amar Sebastian pelo que ele é quando está com ela, e não pelo seu passado desconhecido. Dessa forma, ela também aprende a lidar com as consequências de suas ações, como ter que lidar com um noivo que seria o sonho dos seus pais, mas que não é o que ela deseja, e até a ter esconder as coisas dos seus pais e da sua melhor amiga, Carol.

Os personagens são muito bem construídos, a Alícia é uma protagonista forte, mas que também tem seus momentos de fragilidade, mas que acima de tudo procura lutar pelo o que quer. Sebastian, mesmo tendo um passado desconhecido, é um rapaz incrível, gentil, carinhoso e com seu jeito inocente encanta a qualquer um. Também gostei muito da avó de Alícia, ela é uma senhora muito fofa e que ama a neta acima de qualquer coisa.

Os últimos capítulos trazem uma reviravolta na história incrível e que me fez chorar. Não vou contar pois seria spoiler, mas me surpreendeu muito.

A Última Nota é um livro que me fez pensar sobre o que eu realmente quero ser, e querer seguir meus próprios sonhos e acreditar em mim e no que eu posso fazer. Inclusive tem um trecho do livro que me marcou bastante.

"A vocação e a magia são filhas da perseverança. Quando você toca, você faz música. Quando você acredita, você faz mágica." (pág. 93)

Antes que a resenha fica maior do que já tá, comento que gostei bastante de ser uma história com uma família grega. Gostei bastante de ver os costumes gregos, desde o restaurante da família, com suas comidas típicas, as danças e comemorações. 

Adorei as cenas da Alícia e do Sebastian, todas recheadas de confusão e amor e além disso adorei que a história se passe no Rio de Janeiro e em tantos lugares maravilhosos.

Me despeço de vocês com uma imagem do Coreto do Parque Lage, onde Sebastian foi encontrado e que tem uma importância fundamental para a história. E me envergonho por nunca ter ido ao Parque Lage, mas depois de ler essa história, com certeza irei.


Espero que alguém tenha chegado até aqui e tenham gostado da resenha e tenham se interessado em ler esse livro maravilhoso e mais uma conquista da nossa literatura nacional.










Beijinhos,




Minha vida de acordo com... Coldplay

11 comentários: | |

Oi gente, tudo bem??

Olha eu aqui de novo!! Dessa vez voltei rápido. Essa Tag/Meme não era para sair agora, mas fiquei bem animada com minhas respostas que decidi postar logo.

Eu já tinha visto esse Meme no blog Estante da Rob, mas nem tinha me interessado em saber o que era. Depois vi no Pausa para os livros e agora há pouco vi no Obsessive Jerk e aí me animei em fazer. Não sei quem criou, mas quando souber coloco os devidos créditos.

Eu não tenho exatamente uma banda preferida, mas gosto muito, muito de Coldplay. Conheci a banda lendo uma fanfic que tinha muitas letras da banda, e então, viciei. 

Então, vamos ao que interessa.

A regra da brincadeira é a seguinte: Usando apenas nomes de músicas de apenas um artista ou grupo, tente habilmente responder a essas perguntas. Ah, e tente não repetir o nome de nenhuma das canções, ok!?

  • Você é homem ou mulher? Princess Of China (Princesa da China)
  • Descreva-se: The Scientist (O Cientista) 
  • Como você se sente? Swallowed In The Sea (Tragada pelo mar)
  • Descreva o local onde vive atualmente? Cemeteries Of London (Cemitérios de Londres)
  • Se você pudesse ir a qualquer lugar, onde você iria? Amsterdan
  • Sua forma de transporte preferido: High Speed (Alta velocidade)
  • Seu melhor amigo(a): Easy To Please (Fácil de agradar)
  • Você e seu melhor amigo(a): Brothers And Sisters (Irmãos e Irmãs)
  • Qual é o clima: A Sky Full Of Stars (Um Céu Cheio de Estrelas)
  • Se sua vida fosse um programa de TV, como seria chamado: Viva La Vida (Viva A Vida)
  • O que é a vida para você: Life Is For Living (Vida é para viver)
  • Seu relacionamento:  Trouble (Problema)
  • Seu medo: U.F.O (OVNI)
  • Qual é o melhor conselho que você tem a dar: Help Is Around The Corner (A ajuda está logo após a esquina)
  • Pensamento do Dia: Don’t Panic (Não Entre em Pânico)
  • Meu lema: God Put A Smile Upon Your Face (Deus colocou um sorriso em seu rosto)


E então, o que acharam??
Eu gostei bastante do resultado, e vocês?
Pensei que eu fosse ter mais dificuldade encontrar as respostas, mas ajuda a banda ter muitas músicas. Só fiquei chateada porque não consegui encaixar minha música preferida em lugar nenhum, rsrs. Green Eyes <3

Vou tentar fazer de algumas outras bandas que eu gosto e conforme for, posto o resultado para vocês.

Bom, espero que tenham gostado. Quem quiser fazer, sinta-se a vontade e me passe os links, pois vou adorar ver as respostas de vocês.

Beijinhos,







"LI ATÉ A PÁGINA 100 E..." #2 - A Última Nota (Felipe Colbert & Lu Piras)

4 comentários: | |

Título: A Última Nota
Autores: Felipe Colbert & Lu Piras
Editora: Novo Século
Ano: 2012
Páginas: 260

PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:
"...a minha com leveza de uma pluma, e eu podia flutuar para o seu abraço de tão perto que estava."

DO QUE SE TRATA O LIVRO?
O livro conta a história de Alícia Mastropoulos, uma estudante de música e que está ensaiando para um concerto em que será a spalla (primeira violinista). Entretanto, no dia do concerto ela muda a composição que seria sua apresentação solo. No lugar, ela toca a obra-prima que seu avô compôs. Ao tocar, todos se emocionam, mas ela erra a última nota. Entretanto, ninguém percebe. No dia seguinte, ela recebe uma ligação do hospital dizendo que um jovem foi internado e que ele não lembra de nada. Ele foi encontrado no coreto do Parque Lage, onde ela fazia sua apresentação. E ele chama pelo nome dela.

O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?
É um livro bem gostoso de ler, com uma narrativa bem fluida. Estou gostando bastante da história. 

O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?
A Alícia é uma mulher que não quer que as pessoas lhe digam o que fazer. Ela quer fazer o que acredita e seguir o seu sonho. Nesse ponto me identifico com ela.

MELHOR QUOTE ATÉ AGORA:

" - A vocação e a magia são filhas da perseverança. Quando você toca, você faz música. Quando você acredita, você faz mágica." (pg. 93)

VAI CONTINUAR LENDO?
Sim. Está sendo uma leitura muito agradável e fluida, e preciso saber mais sobre o Sebastian, como ele apareceu na vida da Alícia e como ele não sabe de nada sobre o mundo. 

ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA:
"E, ainda assim, tão longe."




TAG #6 - Conhecendo a blogueira

14 comentários: | |


Oi gente, tudo bem?

Faz tempo que não apareço aqui né!?
Eu to andando um pouco preguiçosa ultimamente, tenho lido pouco e então to sem assunto para o que escrever no blog.


Vim fazer uma TAG. Quem me indicou foi a Roberta da Estante da Rob. A Tag consiste em:

- Escrever 11 fatos sobre você.
- Responder as 11 perguntas de quem respondeu a TAG.
- Indicar blogs para responder a TAG.
- Fazer 11 perguntas para os indicados.

Coloquei uma foto minha aí em cima. Ela foi tirada no réveillon desse ano em Cabo Frio.

Começando: 

1. Meu nome é Rafaella, mas adoro quando me chamam por apelido. Rafa e Rafinha são os mais utilizados.
2. Adoro andar de patins. 
3. Já passei para vestibular de Medicina Veterinária e Farmácia. Mas acabei ficando na Química.
4. Amo ler fanfictions, mas ultimamente estou muito sem tempo.
5. Amo animes, mas também estou sem tempo para eles.
6. Sou tímida. Mas depois que eu conheço a pessoa, adoro conversar.
7. Tenho uma tatuagem de borboleta no ombro direito e pretendo fazer uma segunda, só que dessa vez literária. 
8. Estou terminando a autoescola. E descobri que sou super tranquila dirigindo.
9. Sou formada Técnica em Química.
10. Meu ensino médio me deu diploma em Bacharel em Ciências e Letras.
11. Meu sonho é ir conhecer o parque do Harry Potter em Orlando.

Respondendo às perguntas da Rob.

1. De onde surgiu a ideia de criar um blog literário?!

Dos canais literários que eu acompanho no Youtube. Como eu sou preguiçosa e não gosto de aparecer em vídeo, decidi fazer um blog e poder postar um pouco sobre os livros e outras pessoas que compartilham da mesma paixão que eu poderem acompanhar.

2. Você empresta livros?

Sim. Inclusive tenho vários livros como Livro Viajante. Não gosto de livros acumulando poeira na estante. Só peço para a pessoa tomar cuidado com o livro. Caso ao contrário, não empresto mais para determinada pessoa.

3. Qual é a maior dificuldade em ter um blog literário?

Acho que é encontrar assuntos diferentes para postar, para que não fique igual a tantos outros blogs literários que existam. 

4. Quantos livros você tem em sua estante?

No meu Skoob tem 136 livros marcados como "tenho". Mas tenho um pouco menos na minha estante física, pois alguns estão emprestados e outros estão como Livros Viajantes.

5. Você compra mais livros do que pode ler?

Sim, mas estou tentando diminuir. (Nossa, isso pareceu frase de viciado, rs)

6. Quantos livros você compra/recebe por mês?

Depende do mês. No mês de maio, eu comprei apenas um e recebi 3, por enquanto.

7. Quanto tempo você dedica ao blog?

Não sei. Depende também. Tem mês que eu posto mais, e mês que eu quase não posto nada. 

8. O que você gosta de fazer nos tempos livros?

Além de ler, eu gosto muito de ver filmes, ficar nas redes sociais. E quando eu saio, gosto de ir ao cinema. Também gosto de patinação no gelo e boliche.

9. Qual seu filme favorito?

Não tenho um filme favorito. Mas gosto muito de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Em Chamas e Orgulho e Preconceito.

10. Qual seu personagem favorito?

Ultimamente passou a ser Alec Lightwood (Os Instrumentos Mortais). Adoro o jeito dele. E ele é gay. Adoro personagens gay.

11. Se pudesse passar um dia com algum personagem de livro qual seria?

Vou repetir a resposta anterior. Alec <3


Só vou indicar um blog, que eu quero muito ver as respostas:


Minhas perguntas:

1. Qual foi o livro que iniciou sua paixão pela leitura?
2. De onde surgiu a ideia de criar um blog literário?
3. Compra em média quantos livros por mês?
4. Qual seu gênero preferido?
5. Além de ler, tem mais algum hobby?
6. Se você pudesse ser protagonista de uma história, qual seria?
7. Você costuma ler livros de escritores nacionais? 
8. Qual é seu filme preferido?
9. Quais tipos de música você mais gosta?
10. Qual foi o último livro que comprou?
11. Se acontecesse uma tragédia, e você só pudesse salvar um livro. Qual seria?


É isso gente. Espero que tenham gostado das minhas respostas. E se quiserem responder as perguntas que eu fiz, sintam-se tagueados.

Beijinhos,




Adaptações Literárias

14 comentários: | |

Oi gente, tudo bem? Comigo poderia estar um pouco melhor, estou super resfriada.
Olha eu de novo aqui novamente =P
Só estou fazendo esse post para comentar que ontem, finalmente, meu irmão colocou Netflix no bluray daqui de casa e acabei fazendo uma maratona de filmes que foi até as 4h da madrugada.

Realmente não tem tantos filmes assim, mas acabei assistindo a três adaptações literárias. Duas das quais foram lançadas no ano passado.




O primeiro filme da minha sessão foi Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos. O filme, adaptação da obra de Cassandra Clare teve seu lançamento em agosto de 2013, e na época, apesar de eu já ter o livro aqui em casa, ainda nem sonhava em ler. Acabei lendo mês passado o primeiro volume, e adorei.

O que eu achei do filme? Achei um filme bom. Obviamente ele está bem diferente do livro, como acontece várias vezes, mas achei que cumpriu o propósito. Sabemos que muita gente não lê os livros antes de ir ver o filme, e muitas outras só passam a se interessar pelos livros após assistir ao filme, e acho que ele cumpriu o papel de instigar novos leitores e ele passa os acontecimentos, de um jeito ligeiramente diferente, mas não deixa de passar. Me colocando no lugar de uma pessoa que não leu o livro, eu teria gostado bastante.

Obviamente como eu já li os livros, algumas partes eu me descabelava e falava "mas isso não aconteceu assim", "tá faltando aquela parte" e creio que teve uma parte que muitos fãs esperavam e realmente ficaram decepcionados quando não teve. 

Confesso que assisti ao filme mais para ver o lindo do Kevin Zegers como o lindo do Alec Lightwood. Aliás, para quem não sabe, eu amo o Alec, ele é meu personagem favorito. E eu adorei a interpretação do Kevin. 

Aiai, perfeição

Também gostei Lily Collins como a Clary, apesar de ter imaginado ela um pouco diferente no livro. A Jemima West  como a Isabelle também ficou ótima, adorei as cenas dela lutando. Godfrey Gao como Magnus Bane também ficou incrível. Aliás, eu gosto muito do Magnus e obviamente eu shippo ele com o Alec <3. Quanto ao Jamie Campbell como o Jace, eu gostei, achei que foi bem interpretado, mas eu pensei no Jace diferente. Até porque eu acho ele um pouco feio para o Jace, mas enfim, essa é a minha opinião. 


Então é isso. Eu gostei do filme. Apesar de não ser muito fiel ao livro, foi um filme interessante, com efeitos especiais incríveis e ótimas cenas de batalhas.

Editando: Esqueci de falar, mas também gostei do Robert Sheehan como o Simon.



O segundo filme da noite, ou melhor, madrugada foi Eu Sou O Número Quatro. O filme, adaptado do romance de Pittacus Lore, foi lançado em abril de 2011. É uma ficção científica, em que 9 alienígenas fugiram do planeta Lorien para se esconder na Terra, mas agora estão sendo perseguidos pelos Mogadorians, um a um, na ordem. Os três primeiros já foram eliminados, agora o número quatro está sendo perseguido. Cada um deles possuem legados, que são chamados Os Legados de Lorien.

Minha opinião de quem nunca leu o livro foi de que o filme é muito bom. Gostei bastante da atuação do Alex Pettyfer como o John ou então O Número Quatro. O filme é cheio de ação, do início ao fim, adorei as cenas de luta contra os Mogadorians, principalmente a última, no campo de basebol do colégio. E sério, eu achei o cachorrinho muito fofo. 

E como eu disse lá em cima, ele cumpriu o seu papel de passar os acontecimentos de uma forma objetiva e me instigou a ler os livros. Agora só falta ter dinheiro para mais essa série.





"Cidade de Gatlin, na Carolina do Sul, Estados Unidos. Ethan Wate (Alden Ehrenreich) é um estudante do terceiro ano do colegial, que não vê a hora de sair do local. Ele considera Gatlin uma cidade pacata demais, onde nada de interessante acontece, mas se vê preso ao local por ter que cuidar de seu pai, que não deixa o quarto desde que a esposa faleceu em um acidente de carro, um ano antes. Já há alguns meses Ethan é atormentado por sonhos misteriosos, onde vê uma garota desconhecida. Um dia, ele a encontra em sua sala de aula. Trata-se de Lena Duchannes (Alice Englert), uma jovem de 15 anos que está morando com o tio, Macon Ravenwood (Jeremy Irons), descendente da família que fundou Gatlin. O problema é que Macon e seus familiares têm fama de serem satanistas, o que faz com que boa parte da população da cidade se volte contra eles. Não demora muito para que Ethan se interesse por Lena, sem saber que ela e os integrantes de sua família possuem poderes. Eles precisarão lutar pelo amor que sentem um pelo outro, especialmente devido à uma maldição que assombra a união."

O último filme a que eu assisti foi Dezesseis Luas, adaptação da obra de Kami GarciaMargaret Stohl. Confesso que não esperava muita coisa do filme, mas me surpreendi, achei a história interessante. Achei a interpretação de Alice Englert como a Lena muito boa, aliás, achei as últimas cenas dela muito boas. O Alden Ehrenreich como o Ethan, também gostei muito. Ele tem o carisma e o charme que imagino que o personagem no livro tenha, e fiquei com tanta pena dele no final do filme. 

E agora estou super curiosa sobre o que vai acontecer com a Lena, pois o que aconteceu com ela não foi o esperado. E sabe o que eu terei que fazer para aplacar minha curiosidade? Ler os livros da série. Aiai, essa vida de leitora pobre não é fácil.


E aí, o que acharam?
Já assistiram a algum desses filmes ou leram os livros? O que acharam da adaptação deles. Sintam-se a vontade para darem suas opiniões nos comentários.

Beijinhos e até o próximo post






ESPECIAL: Mães na literatura

4 comentários: | |


Oi gente, tudo bem? Como estão? Voltei rápido dessa vez.. 

Hoje estou aqui para fazer um especial no blog, sobre as mães na literatura. 
Muito de nós começamos a ler por causa da influência da família, e no meu caso, minha mãe teve uma grande parcela nesse meu amor pelos livros. 

E por isso vim fazer esse especial, colocando aqui mães que são importantes na literatura, na minha opinião. Elas, que sempre estão ali para dar apoio, força para o personagem principal. Que sempre tem palavras sábias. Que estão sempre prontas para defender seus filhos.


Molly Weasley - Harry Potter


Bom, não vejo como começar essa seleção sem falar da maior mãezona da literatura. Molly Weasley não é só mãe de 7 filhos, ela é mãe do Harry, da Hermione e de todos os Potterhead. Ela sempre esteve pronta para ajudar a todos, sendo com palavras ou com um bom puxão de orelha. Ela foi forte, teve que lidar não só com a guerra, mas com o afastamento de um filho, a perda de outro. Teve um filho mordido por um lobisomem, e outro que perdeu uma orelha. Mas acima de tudo ela nunca desistiu, sempre esteve nos momentos mais difíceis pronta para defender a sua família e no final de tudo, ainda teve forças para defender sua filha de uma morte e disse a frase mais épica de toda a história. "A MINHA FILHA NÃO, SUA VACA!"


Lilian Potter - Harry Potter


Ainda em Harry Potter, não podemos esquecer de Lilian Potter, a mãe do nosso querido Harry. Ela, que morreu jovem. Ela, que viveu apenas um ano e alguns meses com o seu filho querido. E ela, que mesmo a beira da morte não desistiu, protegeu o Harry até o final. E lhe deu a proteção que nosso herói precisou para lidar com Voldermort. Ela, que sempre permaneceu presente no coração do Harry e permanece presente no coração de todos, pelo exemplo de força que ela teve.


Catelyn Stark - As Crônicas de Gelo e Fogo


Bom, confesso que só li até a metade de Tormenta de Espadas e parei de acompanhar o seriado no final da segunda temporada. Mas é inegável que Catelyn Stark é um exemplo de mãe. Afinal, que dor maior não ter os filhos por perto? Sempre observadora, inteligente, e pronta para defender seus filhos.


Natalie Prior - Divergente



Outra mãe que é um exemplo de inteligência, força e coragem é Natalie Prior, mãe de Betrice e Caleb em Divergente. Uma mulher corajosa que lutou de todas as formas, não apenas com armas, para garantir a seus filhos um mundo melhor e que foi até o fim para proteger a Tris.

"Você é minha filha. Não me importo com as facções. Veja só para onde elas nos levaram. Os seres humanos, de uma maneira geral, não conseguem ser bons por muito tempo antes que o mal penetre novamente e nos envenene.

[...]
Seja corajosa, Beatrice. Eu amo você."


Elizabeth - Ratos (Gordon Reece)


Essa é uma mãe não muito conhecida, mas que me surpreendeu pela força e pela coragem. Mesmo quando tudo parecia perdido, ela não desistiu. Uma mulher que sofreu a vida inteira, e quando ela e a filha estavam felizes, em um lugar calmo e bonito. O destino resolve vir e brincar com elas. Mas Elizabeth não desistiu, ela agiu com força e determinação e sempre esteve pronta para acalmar sua filha, lhe dar lucidez e dizer palavras de confiança. E no final de tudo, ela e a filha conseguiram o melhor presente, enfim conseguir se livrarem das amarras que as faziam agir como ratos. 



Espero que tenham gostado da minha seleção de mães. Obviamente existem várias. E aqui fica minha singela homenagem a todas as mães, literárias e reais. Pela força, coragem e amor que sempre reserva a todos nós. E principalmente à minha:

FELIZ DIA DAS MÃES!!








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...