Resenha #47 - Camundo: O Desenho e a Sombra (Nanuka Andrade)

| |



Série: Camundo
Editora: Underworld
Ano: 2011
Páginas: 380


Depois de fugir de um asilo de desvalidos, Camundo encontra abrigo na casa de um rico e influente ervateiro. O que poderia ser um final feliz para um menino abandonado, acaba se tornando em uma infeliz sucessão de acidentes e infortúnios. Camundo não é um menino comum; é capaz de desenhar coisas terríveis, que acontecem logo em seguida: incêndios, acidentes e crimes, entre outras temeridades. O que Camundo não sabe é que desenhos assim podem despertar interesse de gente perigosa, como uma sociedade secreta, conhecida por Asseclas do Lagarto, que está disposta a tudo para trazer um segredo milenar à tona, escondido nos corredores subterrâneos da cidade.


Todas as imagens utilizadas nessa resenha são da FanPage do livro no Facebook (aqui)


Você já imaginou se o que você desenhasse acontecesse? E se esses desenhos fossem sobre desastres, crimes e acidentes? E se esse dom incomum fosse alvo de interesse de uma sociedade secreta e que não tem bons planos para ele? Esse é a premissa de Camundo: O Desenho e a Sombra.

Esse não foi meu primeiro contato com o livro, ano passado, mais ou menos nessa época, eu peguei para lê-lo em uma maratona, mas não consegui me envolver e acabei desistindo logo nas primeiras páginas, mas não me desfiz do exemplar, com o objetivo de dar uma segunda chance a história. Dessa vez, ao começar a leitura, me vi tão apaixonada com essa história e tão envolvida, que não quis largar meu exemplar.


Camundo sempre foi uma criança que foi alvo das implicâncias dos seus colegas do asilo, e além desse dom, ele tem outro problema, ele possui fotossensibilidade. Mas apesar disso, e sempre ter sido solitário, ele nunca se deixou abater. Ao passar a viver com o ervateiro Elano Duarte, ele passa a conviver com pessoas que ouvem o que ele tem a dizer, e ele será mais do que o garoto que faz desenhos terríveis acontecerem. Ele descobre mais a respeito do seu passado, e o motivo desse homem ter lhe dado abrigo, aprende mais a respeito dos seus desenhos, e sobre o seu dom, que é maior do que ele pode imaginar, também começa a entender porque tem pessoas interessadas nesses desenhos.

O livro é muito interessante. Nos é mostrado diferentes áreas de estudo de desenhos, entre ele a pictomancia, que é desvendar o futuro através de desenhos (pictrogramas). Alguns símbolos tem significados específicos. Esse dom é extremamente diferente do de Camundo, mas tem uma certa importância na história. 



Camundo é um jovem cheio de coragem e determinação, e extremamente leal com seus poucos amigos verdadeiros. Extremamente curioso, sente a necessidade de aprender sempre mais sobre seu dom, sobre a sociedade que está atrás dele, e sente-se culpado por todos os desastres que seu desenho causou. 

Apesar de ter gostado muito do Camundo, na minha opinião quem roubou a cena foi a personagem secundária, Malini. Ela é a filha de Elano Duarte, e é uma menina muito corajosa e independente, ela acredita que pode fazer tudo sozinha e não precisa de um menino para fazer as coisas por ela. Além disso, ela é extremamente observadora e tem a mente aguçada, e isso será essencial para desvendar vários dos mistérios ao longo do livro.

Outros personagens secundários também são muito bem desenvolvidos e extremamente importantes. O autor descreve eles tão bem que eu realmente me senti próxima a todos eles. Camundo, Malini e Cindina, que trabalha na casa, fazem um trio incrível.

O livro é cheio de mistérios, em que juntamente com os personagens tentaremos desvendar os acontecimentos. Também tem muita ação e aventura, e ele nos trás algumas mensagem valiosas, sobre enfrentar seus medos e sobre aceitar quem verdadeiramente somos, manter sua essência e lutar por aquilo em que acredita, além disso, mostra que as pessoas merecem uma segunda chance para se redimir dos seus erros, mas que cada atitude nossa causam consequências e precisamos aprender a lidar com elas

"Mas a vida é um mosaico de acontecimentos ininterruptos onde o que se faz ou que se pensa pode mudar completamente o rumo das coisas. Quando se faz algo bom, ou ruim, ou seja lá o que for, sofreremos as consequências, seja daqui um dia, daqui um mês, ou mesmo no instante seguinte. Acontece que muitos ignoram isso: preferem velejar como um barco à deriva, sem remos, solto, na corredeira."

A única coisa que me incomodou um pouco foi que mais perto do final do livro algumas coisas são reveladas, mas algumas explicações não fizeram muito sentido para mim e eu fiquei confusa em algumas partes. Mas isso é algo absolutamente meu, e que pretendo reler melhor essas partes em algum momento.

A história é narrada em terceira pessoa e encontrei alguns erros de revisão, mas nada prejudicial. A narrativa é fluida, mas contém alguns termos mais antiquados, que são condizentes com a data em que a história acontece, mas não atrapalha o entendimento. Fonte com tamanho confortável, e a cada início de capítulo há uma ilustração do próprio autor que tem relação com o capítulo. E que ilustrações, ela são simplesmente incríveis!


O final do livro é simplesmente incrível e você fica com aquele sentimento de quero mais. Tem um segundo volume, que se chama O Signo Oculto, mas acho que o autor ainda não conseguiu publicá-lo, além disso há um conto A Sombra de Um Crime  que está de graça na Amazon (aqui).

Ainda preciso recomendar? Com uma história envolvente e personagens bem construídos, além de desenhos incríveis, é uma leitura que todo amante de aventura deve conhecer. 

" - Veja, - continuou o velho - identificar o mal e desejar impedi-lo é o que pessoas como você devem fazer. Esperar de braços cruzados enquanto tudo parece perdido é uma postura de covarde. Os desenhos podem parecer um grande e inexplicável mistério, mas tenha certeza, meu pequeno, que o desejo de fazer o bem sempre fará parte da natureza de meninos como você." 






Essa resenha atende ao:
*Desafio das Capas - Tema 4: Ilustrações

25 comentários:

  1. Gosto muito de livros juvenis com ilustrações e mistérios então acho que curtiria ler esse. Não sabia que era do Nanuka e fiquei super feliz de ver um livro dele. Já entrei em contato com o autor para ver uma ilustração para o blog e ele foi muito legal e atencioso. hehe :)

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não leio muito juvenis, mas a premissa dele é bem interessante. Sem falar das ilustrações, lindas!! haha
    Beijos

    www.notavelleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei essa premissa! Já li um outro livro do Nanuka, e adoraria poder ler este tbm <3

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  4. Adorei a sua resenha e fiquei bem afim de saber mais da historia, espero em breve poder lê-lo.

    ResponderExcluir
  5. Olaaa
    Ainda nao conhecia o livro mas parece ser bem interessante, espero poder ler em breve apesar de não ser meu gênero, ótima resenha e recomendação.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  6. Ei Rafa!
    Menina q livro interessante, não conhecia e achei a premissa super original, fiquei curiosa p conhecer este personagem intrigante e a tal sociedade secreta com más intensões, q pena q algumas coisas n ficaram tão bem explicadas =/
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia o livro, mas achei a premissa bastante interessante. Adoro livros assim!
    Fiquei bastante curiosa para conhecer a história de Camundo.
    Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  8. Esse livro não foi meu número. kkk a ideia dele é otima, mas na hora da leitura... não foi pra mim. Li tem muito tempo, tanto é que passei pra frente. Não foi ruim, mas também não foi bom... enfim...

    xoxo doisdb.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Rafaella!
    Achei o seu exemplo super legal! Prova como devemos dar uma segunda chance a um livro que não nos cativou muito na primeira leitura. Na maioria das vezes, acabamos nos surpreendendo, como você, né? :D
    Essa história me lembra um pouco o anime Death Note. Já ouviu falar? Todos as pessoas cujos nomes o personagem escreve no caderno da morte acabam morrendo!
    Quem sabe o anime pode ter ajudado na inspiração do livro! Muito legal!

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem??

    Gostei bastante da sua resenha... Não conhecia a história ainda. Muitas vezes não gostamos do livro em uma época, mas depois amamos! Acontece isso sempre comigo, principalmente em relação a filmes... Muitas coisas externas acabam nos influenciando. Já anotei o nome do livro! Amo histórias com personagens marcantes...

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?
    Não conhecia a obra ainda, mas a premissa muito me interessou, assim como os desenhos. É bom ver obras nacionais sendo bem avaliadas nos blogs. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Academia Literária-DF

    ResponderExcluir
  12. Oi Rafa, tudo bem?

    Lembro de quando esse livro foi lançado e já conhecia um pouco sobre a história, mas ao ler sua resenha pude conhecer mais dela. Às vezes não gostamos do livro é um momento, mas depois relemos é acabamos gostando.

    Gostei de saber que os personagens secundários são importantes para a trama e isso é um ponto muito a favor pra mim; também adoro mistério, ação e aventura numa história. Parabéns pela resenha. Eu sei que o Nanuka foi para a NC, será que eles vão relançar esse livro? Espero que sim.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  13. UAU, que ideia bacana para um livro.
    Ainda não conhecia a obra, mas já posso dizer que quero muito desse livro, pois tem uma premissa bem intrigante e parece ser o tipo de livro que me agradaria independente de quando eu lesse.
    Adorei sua resenha e já anotei a dica. Quando tiver a oportunidade de ler, lerei e te falarei o que achei.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/2015/07/playlist-do-mes-04.html

    ResponderExcluir
  14. Nunca tentei reler livros que abandonei, mas achei bacana dessa vez você ter se interessado, rsrs. Acho que depende muito do momento né?
    Eu adorei a trama desde que soube do livro, e acho as ilustrações lindas!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  15. Ola Rafa as ilustrações estão lindas, interessante o personagem secundário ganhar mais destaque. Uma pena que as explicações finais não soaram coerentes, ficamos com uma sensação de leitura incompleta nesse caso. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  16. Cara, preciso ler esse livro.mesta na minha lista a séculos, mas é um porre achar livros da falecida Underworld.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Esse livro me chamou muita atenção! Adorei e estou louca para ler. Parabéns pela resenha.
    Beijos, Nathália

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?

    Já ouvi falar muito desse livro e do autor, principalmente pelas ilustrações que ele faz e pela criatividade com essas histórias, mas nunca tive a oportunidade de ler. Sei como é esse lance de não conseguirmos no conectar com a história em um momento e depois quando pegamos para ler, adoramos, pois já passei muito por isso. Uma pena foi que a editora dessa edição faliu, ela tinha tantas edições perfeitas cheias de efeitos e um trabalho gráfico lindo. T_T. Vou ver se dou uma chance para ele um dia.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Rafa, tudo bem minha flor...
    Bom eu não conhecia esse livro... gostei dos desenhos, mas sinceramente não me interessei pela leitura não... confesso que achei um pouco cansativa... seria um livro que não leria no momento... o lado bom é que no final você até curtiu a leitura... xero!

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, mas não sei se eu iria conseguir ler o livro. Eu vou vê se encontro em e-book e tento a leitura, porque a história em si me chamou a atenção kkkkkk ♥

    ResponderExcluir
  21. Oie, tudo bom?
    Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da premissa. Já imaginou se isso acontecesse quando a gente desenhasse? Ia ser bem tenso mesmo. Gosto de saber quando os personagens secundários tem destaque.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Quando uma história tem potencial, a gente tem que insistir hahaha
    O ruim é saber que a continuação ainda não saiu. A editora deixou muitas séries incompletas quando acabou.. uma pena isso =/

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?

    Que livro mais bonito, fiquei bem curiosa para conhecer essa história. Nunca li nada desta editora, mas parece que ela fez um belo trabalho.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi,
    Já tinha visto o livro um tempo atrás e fiquei um tanto curiosa pela história, fiquei imaginando tamanha criatividade em misturar desenhos feitos pelo personagens em fatos, mesmo que tragédias..
    Dica anotada :D
    Beijos
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Ainda não conhecia esse livro mas gostei do enredo e amei as ilustrações, hoje em dia dificilmente eu pego algum livro ilustrado para ler, mas esse me pareceu interessante.

    luadeneon.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...