Resenha #79 - O Projeto Rosie (Graeme Simsion)

| |


Título original: The Rosie Project
Editora: Record
Ano: 2013
Tradução: Ana Carolina Mesquita
Páginas: 320


Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.

Exceto as mulheres.

Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva.

Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.

O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.


Eu comecei a ler "O Projeto Rosie" sem grandes expectativas, embora várias pessoas falassem o quanto era bom. Mas o livro se encaixava em um dos desafios do I Dare You de Fevereiro, que era ler um livro engraçado, então peguei para ler. Confesso que o livro me surpreendeu bastante.

Para mim foi inevitável comparar Don Tillman, o protagonista desse livro, com Sheldon Cooper, da série The Big Bang Theory. Os dois tem as mesmas características, o metodismo, a necessidade de ter tudo programado, a falta de habilidade social, dificuldade para entender ironias e muito mais. Então, não é exatamente uma surpresa que Don não tenha uma namorada, pois nenhuma se encaixa no seu padrão elevadíssimo. Então, para resolver esse problema, ele criou o Projeto Esposa

O Projeto Esposa consiste em um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar as candidatas adequadas ao seu estilo de vida. Dentre alguns dos critérios, a candidata não pode ser fumante, ser pontual, não ser vegetariana. Ou seja, ele não é nem um pouco exigente, rsrs. 

"Um questionário! Uma solução tão óbvia. Um instrumento cientificamente válido, com propósito definido, que incorpora as melhores práticas atuais para filtrar as mulheres que são perda de tempo, as desorganizadas, as que discriminam sabores de sorvete, as que reclamam de abuso sexual visual, as esotéricas, as leitoras de horóscopos, as obcecadas por moda, as fanáticas religiosas, as veganas, as que gostam de assistir esportes, as criacionistas, as fumantes, as cientificamente analfabetas e as homeopatas, deixando, do ponto de vista ideal, apenas a parceira perfeita ou, do ponto de vista realista, uma lista mais administrável de candidatas.

A parte das entrevistas das candidatas é extremamente divertida e a forma como nenhuma das candidatas parece atender a todos os requisitos. Isso, até parecer Rosie, essa não atende a absolutamente nenhum critério: ela fuma, está sempre atrasada, e vegetariana. Ela é um espírito livre, decidida a fazer o que der vontade. Mas mesmo assim, ele acaba de alguma forma se relacionando com ela.

É bem interessante ver o Don mudando a sua rotina por causa da Rosie, e o mais divertido é ver a forma como ele reage a isso. Uma das características do Don é ser extremamente sincero, então, ele não mente quando fala que a Rosie não é para ele. Mas o coração tem razões que a própria razão desconhece. Mas até o Don descobrir que ela mexe com ele, muitas confusões vão rolar. 

Em determinado momento Rosie e Don se envolvem em um projeto para ajudar a Rosie em algo relacionado a sua vida, e é nesse momento que veremos até onde o Don será capaz de ir para ajudá-la. 

"Observe suas próprias emoções e não apenas a lógica. As emoções tem uma lógica própria. E tente deixar rolar."

A história é narrada em primeira pessoa pelo Don. A narrativa é extremamente fluida e mesmo com o seu metodismo, não é em nenhum momento monótona. Aliás, é tão deliciosamente divertida, que quando menos esperamos, o livro está em suas páginas finais e queremos mais. A diagramação é simples, mas confortável, não lembro de ter encontrado erros de revisão. E achei a capa simples, mas perfeita e todos os elementos presentes nela tem a ver com a história.

De uma forma simples, o autor nos mostra que ninguém é perfeito. Cada um tem aquele detalhe que nos torna único e especial. Também não adianta mudar o seu jeito por ninguém, senão você perde a sua essência. Será que Rosie e Don irão conseguir superar todas as diferenças entre eles? Acho que só lendo para saber, não é mesmo?



Livro lido para o Desafio I Dare You 2016. Tema de Fevereiro (livro divertido)


O Top Comentarista de fevereiro foi estendido e estará aberto até o dia 06/03





18 comentários:

  1. Além de ter uma premissa que me agrada muito, a história parece ser bem divertida e leve, além de passar uma mensagem importante. Estou louco para ler, muito louco :) Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Já li opiniões bem positivas sobre esse livro, mas admito que ele não me interessa muito somente pela sinopse, ao menos não até agora.
    O livro parece ser leve e bem engraçado, acho que como você não iria iniciar a leitura com muitas expectativas, mas é bom saber que ele conseguiu te agradar.
    Talvez ele entre para a lista de leitura, mas não tenho previsão de quando irei lê-lo e se irei fazer isso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Nossa ele super me lembrou o Sheldon, finalmente alguém para compartilha a mesma opinião que a minha hahahaha Gostei bastante do livro, e não achei nada monótono também, achei super interessante a rotina dele ser mudada pela Rosie e como ele vai se descobrindo. Já viu que vai ter uma sequência? The Rosie Effect, parece que sai esse ano ainda. Parabéns pela resenha!

    www.booksimpressions.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Desde o lançamento tenho vontade de ler esse livro, ele me lembrou um chek list (só que esse livro é narrado por personagem masculino) , só não me lembro qual no momento, espero poder ler logo!

    ResponderExcluir
  5. Oii
    Amei a resenha. Quero ler esse livro há algum tempo e esse foi o empurrão que precisava.
    amei o blog <3
    http://gordicesliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Rafa, sinceramente mesmo lendo a sinopse e a resenha o livro não me despertou vontade de le-lo, não é o tipo de livro que eu gosto de ler bjs.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da resenha.
    Porem não faz meu gênero literário, o que é uma pena, por que eu realmente amei a resenha, quem sabe em um futuro próximo, eu não considere essa leitura.

    ResponderExcluir
  8. Gente, o Sheldon! Eu também pensei nele quando li esse livro, que louco....
    Mas confesso que fui esperando muito do livro porque vi resenha demais falando bem e quando li....er...não. Achei interessante por ser narrado por um homem, isso difere dos que costumo ler. Mas não me agradou muito. Tinha partes que eu queria entrar no livro e sacudir esse cara, foi irritante :S
    Mas é um livro leve e engraçadinho de uma forma estranha. Achei interessante por ser diferente, mostrar as estranhezas e como cada um tem as suas, mas nem por isso deixa de ser especial. Aquela coisa de "todos merecem amor" foi o que mais gostei dele. É bem legal isso.

    ResponderExcluir
  9. Sempre ouço falar bem desse livro, mas nunca o li. Tem uma premissa bem diferente e o autor parece escrever muito bem, de um modo juvenil e simples. A história parece ótima, assim como a construção dos personagens. Adorei.

    ResponderExcluir
  10. Preciso ler esse livro urgentemente! Gostei da resenha, O Projeto Rosie é um livro bem interessante e esta na minha meta desse ano.

    ResponderExcluir
  11. A história parece ser bem bacana, não faz muito meu estilo e provavelmente eu não leria se eu tivesse a oportunidade, mas acho que seria uma boa pra dar de presente pra alguém.

    ResponderExcluir
  12. Eu já li esse livro, e também gostei muito dele! Achei a história dele bem leve e divertida. Eu também achei a narrativa bem fluída, e li ele super rápido mesmo. E essa capa é linda, mesmo sendo simples, eu acho ela muito linda :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Quero ler esse livro, eu conhecia só pelo nome e que muita gente gostava, mas agora que sei o tema fiquei ainda mais interessada em ler, se é que isso é possível. Os tipos metódicos sempre trazem graça às histórias, com certeza vale à pena ler.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  14. Também achei o pratagonista muito parecido com o Sheldon, fica até difícil não comparar né? kkk Confesso que durante a leitura, achei algumas partes meio cansativas, mas nem por isso deixei de gostar dele. E vai ter adaptação d livro para o cinema, e quero muito assistir *-*
    beijos :)

    ResponderExcluir
  15. Aiiii desde o lançamento quero ler esse livro!!
    Achei o máximo a capa de linda, e a história parece ser bem engraçada, fofa e reflexiva até, pois quantas vezes perdermos as coisas boas da vida, por ficarmos exigindo demais, inclusive de nós mesmos?! Muitas né?! kkkk
    bjooos

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    O Projeto Rosie foi um livro que quando li a sinopse não me interessei, mas lendo a resenha o livro me surpreendeu também, gostei muito da historia que parece ser engraçada e principalmente do Don e as mudanças que vemos nele ao longo do livro e se tiver oportunidade quero muito ler !!

    ResponderExcluir
  17. Adorei esse livro, mas teve alguns momentos em que achei a leitura muito cansativa, mas nem por isso deixei de gostá-lo. E é impossível não comparar o pratagonista com o Sheldon de The Big Bang Theory, que por sinal amo.
    Já quero assistir logo a adaptação, espero gostar tanto ou mais do que o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  18. Parece ser um livro muito divertido mesmo!! Já foi pros desejados <3

    Beijos,
    Sheila - 2leitoras.blogspot.com.br - Duas Leitoras

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...