Resenha #42 - Memórias de Julho (Jéssica Figueiredo)

| |

Título: Memórias de Julho
Autora: Jéssica Figueiredo
Editora: Independente 
Ano: 2014
Páginas: 336

Onde comprar: Aqui




No ano 1992, Recife, um grupo de amigos com oito anos (Marcos, Mari, Mila, Juan, Lucas), se encontram numa cabana em suas férias. A alegria de ser criança é compartilhada por todos, assim como a vontade de permanecer juntos. De um pedido surge a promessa de enterrar seus desejos e suas fotos em um baú todos os anos seguintes. Durante seis anos a promessa é mantida e todos percebem o quanto cada um foi importante durante todo esse tempo. Em julho de 1998 o destino acaba por separá-los. Quatorze anos depois, 2012, Marcos se vê sozinho e em posse do baú. Durante todos esses anos no mês de Julho ele sonha com os tempos vividos naquela cabana. Mas algo estava errado, os sonhos não eram normais. E Marcos então saí a procura dos antigos amigos que havia deixado para trás. Memórias de Julho lhe fará sentir saudade tanto de sua infância como de seus antigos amigos. Mostrará que o tempo pode fazer conosco e o que é verdadeiro fica. Principalmente o amor e a amizade.

Livro cedido em parceria com a autora 


Memórias de Julho é um livro que fala sobre a infância e sobre a amizade verdadeira. Ao acompanharmos o crescimento de Marcos, Mari, Mila, Juan e Lucas é possível nos lembrar a criança que já fomos, as brincadeiras que já fizemos e os amigos que tivemos naquela época. Me vi de volta à infância, e uma sensação de nostalgia me tomou por toda a leitura, me vi querendo retomar as amizades daquele tempo e que foram enfraquecidas com o passar dos anos. Nostalgia é uma bom sentimento para caracterizar a experiência com essa leitura.



Não vou falar muito sobre o enredo, pois a sinopse resume bem o que acontece. Então, por favor, leia. Já leu? Então vamos continuar com a resenha. 

O livro é narrado em primeira pessoa pelo Marcos, que é o líder dessa turminha e é dividido em duas partes. A primeira parte se passa entre os anos de 1992 a 1998. Nela acompanhamos o crescimento das crianças, que começaram a história com oito anos. Podemos acompanhar suas brincadeiras, até as primeiras dificuldades que enfrentarão em sua vida e seus primeiros amores. Durante essa parte da narrativa percebemos que a amizade entre esse grupo é bastante forte e sólida, eles estão sempre juntos para o que for necessário. A ideia do baú com as fotos e os desejos foi bem aceita por todos, e é uma delícia poder acompanhar o desenvolvimento dessa ideia, mesmo às vezes eles tendo que se separar nas férias por algum motivo, no dia da fotos eles estão sempre lá na cabana, juntos, para honrar esse compromisso. 

"O quão formidável deveria ser o primeiro amor de uma pessoa. Não existem marcas e nem feridas de amores passados e tudo parecia lhe dizer que a esperança estava ali e que tinham sido feitos um para o outro. Nada poderia mudar isso. Iríamos ficar juntos para sempre." (pág. 125)

Entretanto, o destino sempre nos prega uma peça. E no ano de 1998, algo acontece e acaba por separá-los. Aqui a Jéssica soube me surpreender e ao saber o que tinha acontecido fui correndo no chat para reclamar com ela. Mas o que acontece? A única coisa que eu posso dizer é que eu não esperava por algo assim.



Durante a segunda parte do livro nos deparamos com um Marcos sozinho, em um prédio que ele próprio desenhou (ele se tornou arquiteto), em 2012. Ele está agora com 28 anos e em todo mês de julho sonha com as memórias das férias na cabana, mas agora seus sonhos estão diferentes. Ele está com a posse do baú, que não mexeu mais durante esse tempo. Uma ideia se forma em sua mente e ele tentará reencontrar seus amigos para resolver o mistério desses sonhos.

Ele reencontra os amigos? Que sonhos são esses? O que, de fato, aconteceu para separá-los? Como será que os demais estão? O que estão fazendo da vida? Casaram? Tiveram filhos? Essa foram várias das perguntas que eu me fiz durante a narrativa. Os novos rumos que a história tomou foi surpreendente. 

Memórias de Julho foi um livro especial. A Jéssica escreveu uma história simples, mas muito bonita e com conteúdo. Com personagens cativantes e bem construídos conseguimos nos sentir parte dessa turma. A infância é um momento da nossa vida que nunca iremos nos esquecer e os amigos que fizemos nessa época, mesmo que tenhamos perdido o contato com eles, serão para sempre. Nos lembraremos dessa época sempre com imenso carinho. Esse livro me fez lembrar da criança que eu fui e da mulher adulta que eu me tornei, e o quanto as minhas atitudes daquela época influenciaram minha vida agora.

A diagramação do livro está uma fofura, há algumas ilustrações como a da foto ali de cima em todo início de ano durante a primeira parte. Além de baús e relógios no final das páginas. Todo o trabalho de ilustração e revisão foram feitos pela família e amigos da Jéssica, então é um livro bem caseiro. Encontrei alguns poucos erros de revisão, mas nada que atrapalhe a beleza e entendimento da história. A narrativa da Jéssica é fluida e devorei a história, dá para ler tranquilamente em um dia, mas garanto que ficará para sempre em meu coração.

Amo esse poema

Espero que todos deem uma chance de se encantar com essa linda história sobre a infância e amizade. Que possam se sentir cativados por Marcos e seu espírito de liderança, Mila e sua bondade, Mari e sua inteligência, Juan e sua felicidade e Lucas, que mesmo tendo problemas de peso, sempre foi uma criança que queria viver plenamente a sua infância e ser feliz. 






19 comentários:

  1. Eu sabia que já tinha lido algo sobre esse livro por aqui (fiquei meio "ué" quando li o book haul dizendo que a resenha ainda ia sair).

    Adorei o quote que você postou, a capa e a fonte também estão muito bonitas. Fiquei curiosa pra saber o que levou os amigos a se separarem. Parabéns para a Jéssica!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Essa simplicidade do livro me encantou!

    ResponderExcluir
  3. Rafa, fiquei super curiosa pra ler!
    Adorei a resenha
    Bjks mil

    www.blogdaclauo.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rafa! Adorei o plot do livro e sua resenha. No geral adoro essa ideia de capsula do tempo (ah, eu sei que não é exatamente o nome mas sei lá, uma vez eu vi algo assim em um filme eeenfim) e ainda ainda mais quando é feito com crianças. Acho que a melhor fase da nossa vida no que diz respeito evolução é a infancia e tenho certeza que se tiver a oportunidade de ler esse livro vou ficar com os mesmos sentimentos que você.
    Fiquei curiosa para saber o que aconteceu com eles, o motivo que os separou e que te fez até ir tirar ~satisfação com a autora hahaha

    Beijos.
    Blog Clicando Livros

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    o livro parece ser bem legal, lembrar da nossa infância. Com certeza é um livro que nunca vamos esquecer!!
    Fiquei curiosa para ler.
    Parabéns,
    Beijos
    conchegodasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ola Rafa lindona gostei da premissa desse livro, mesmo sabendo que esse fato deve me deixar angustiada kkkk , o fato do livro ter duas partes com um espaço de tempo é bacana pois assim iremos acompanhar a vida de Marcos. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi rafa, já tinha lido em algum lugar sobre esse livro, não tenho certeza se foi em alguma divulgação por aqui, mas lembro de ter me chamado atenção justamente por essa nostalgia, fiquei interessada e gostaria de ler, mas confesso que tenho certo receio. quem sabe um dia eu tenha a oportunidade!

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafa, nossa é muito bom me deparar com uma resenha como essa :D
    Fico super feliz por ter gostado da mensagem por trás dessa história. Você prestou bem muita atenção com os detalhes e com a personalidade de cada personagem :D
    Realmente o livro pode ser lido em um dia o/ eu mesma leio às vezes. O livro foi feito com todo o carinho do início ao fim <3 tofas as pessoas que me ajudaram eu sou muito agradecida :D
    Amei a resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Rafinha <3

    Parabéns novamente pela parceria com a Jé, morro de vontade de ler esse livro. Adoro as resenhas dele. Está na minha lista de desejados, mas ainda não estou podendo comprar. Fico feliz que tenha gostado da história! Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    http://www.estantedarob.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Achei essa capa linda, e acho que foi no seu blog que vi um post que tinha essa capa e me apaixonei de cara. Bom saber que a leitura do livro te cativou e que a autora conseguiu passar para o leitor aquela sensação de nostalgia. Adoro quando o leitor levanta vários questionamentos, pois isso nos faz querer saber mais da história e quando percebemos, já devoramos o livro. Pelas fotos, a diagramação parece ser bem fofa mesmo, estou doido para conferir pessoalmente.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oiii!

    Eu estava louca para saber mais da história desde quando vi ele aqui no blog. Gostei do enredo, achei legal principalmente pelos questionamentos que você citou. Aliás, isso me deixou beeem curiosa *-*
    As poucas fotos de diagramação mostra que é super foooofo *O*
    Gostei da resenha e espero ler em breve!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Rafa!
    Parece realmente uma história encantadora :3 Achei muito fofa a premissa, e embora a capa não tenha sido a mais chamativa para mim, com certeza, o conteudo parece compensar muito. Não conhecia. Sou um total desperdicio em tema nacional, mas já fiquei encantado, tanto pela edição, porque o trabalho ta muito lindo, como pelo livro em si :3 Historias que retomam a nossa infancia e trazem esse gostinho de ternura :3 Ahhh <3

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  13. Oiee, tudo bem?

    Pelas fotos dá pra ver mesmo que a diagramação do livro tá show de bola. Adoro quando existe essa preocupação com o livro. A história parece ser bem interessante que leva muita reflexão. Gostei por se passar no Recife, um lugar que eu morro de curiosidade de conhecer

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Rafa, eu estou louca de curiosidade para ler esse livro e a diagramação dele realmente está uma fofura. Relembrar a infância é sempre bom né, e só de olhar a capa desse livro já bate uma nostalgia.
    Adorei a resenha.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    A história parece muito interessante, gosto de histórias sobre amizade e infância.
    E sempre acaba batendo mesmo uma saudade. Fazendo com que a gente se sinta nostalgico. Eu não conhecia a autora, mas gostei da premissa do livro e da capa também.
    Vou anotar a dica.

    Beijinhos!
    Jaque | Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  16. Adoro essas histórias de amizade, e tenho vários amigos de infância até hoje, é bem legal acompanhar a trajetória de vida de cada um, então acho que esse livro será mais que especial para mim. Deve ser bem legal a gente se sentir parte da turma. Não sabia desse detalhe das coisas terem sido feitas por parentes e amigos dela, adorei. Quero muito ler, e o livro está aqui me olhando, mas ainda vai demorar um pouquinho para conseguir encaixá-lo na fila.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  17. Oie,
    tenho uma amiga que leu este livro e já fiquei sabendo que é muito bonito. Pelo título realmente parece.


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?

    Se não estou enganado, já li outras resenhas acerca desse livro, só não consigo me recordar onde. Realmente parece ser algo bem nostálgico, no bom sentido. Espero poder adquirir meu exemplar e realizar essa leitura, que parece ser inspiradora!

    Um abraço,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá... minha flor, tudo bem??
    Que linda sua resenha ficou... tão cheia de significados... enquanto a lia ficava imaginando cenas de minha infância que devo confessar que foi a melhor fase de minha vida... passei por algumas dificuldades, mas a magia daquela inocência permaneceu por muito tempo... pude conviver com meus amigos até o final do ensino médio... depois vim morar aqui... perdi contato com a maioria, mas ainda falo com alguns... o livro parece ser bem gostoso de ler e o que eu achei mais legal foi que a família da escritora que fez a revisão... imagino o apoio e o carinho que ela recebeu ao acontecer esses fatos... acredito que isso em conjunto transbordou de maneira super positiva para que o livro fosse bem desenvolvido... xero!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...