Resenha #10 - Sangue na Neve (Lisa Gardner)

| |

Título: Sangue na Neve (Detetive D.D. Warren #5)
Título original: Love you more
Autora: Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 416
Tradutor: Sylvio Monteiro Deutsch

Sinopse: A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.


Sangue Na Neve é o quinto livro da série da Detetive D.D. Warren. Sim, eu comecei a ler por ele, mas em cada livro há um caso diferente, em que começa e termina no volume, então não tem problema ler fora da ordem. Além do mais, no Brasil os volumes não foram publicados em ordem.

Nesse livro, a sargento Detetive D.D. Warren, da polícia de Boston, está carregada de investigar o assassinato que a também policial Tessa Leoni cometeu, ela matou o marido com três tiros no peito. Além disso, D.D. também está encarregada de encontrar a filhinha de Tessa que desapareceu, Sophie Leoni, de apenas 6 anos.

Aparentemente esse é um caso de briga doméstica, que acabou em tragédia, visto que Tessa Leoni é encontrada na cena do crime cheia de machucados e com uma concussão terrível. Entretanto, onde está Sophie? O que aconteceu com ela? E por que Tessa se mostra tão calma, tão lúcida, tão fria?

O livro é narrado em primeira e terceira pessoa. Os capítulos são intercalados entre a narração de Tessa Leoni, em primeira pessoa, em que ela conta suas ações a partir do momento em que matou o marido e algumas lembranças do passado. A narrativa em terceira pessoa se dá na maior parte pelo ponto de vista da detetive D.D. Warren, investigando o caso, realizando interrogatórios, e fazendo suposições sobre o que aconteceu, sempre junto com seu amigo Bobby Dodge, também detetive e ex atirador de Elite da Polícia Estadual de Massachussets.

Achei que funcionou muito bem o livro ter sido escrito com essas duas narrativas. Assim, ficamos sabendo o que acontece dos dois lados de uma investigação criminal. O lado da acusada do crime e também da detetive. Além disso, também é um incentivo para não largar o livro. Já que a cada capítulo que acabava, eu queria saber o que iria acontecer no seguinte daquela pessoa.

O livro traz duas protagonistas (o livro pode ser da detetive D.D. Warren, mas também considero a Tessa protagonista) extremamente fortes e inteligentes. 

Achei incrível a forma que a D.D. Warren conduz a investigação, a forma dela lidar com as testemunhas, que nem sempre é politicamente correta, mas ela consegue o que quer. Ao mesmo tempo que D.D. realiza o seu trabalho de forma impecável, ela se sente mal por estar lidando com um caso assim em um momento tão delicado da sua vida, o que a faz pensar no que ela faria se estivesse no lugar de Tessa. O livro mostra um lado sensível e frágil da detetive, que acredito que nos livros anteriores ela apenas mostrava a fachada de durona.

Já Tessa, por outro lado, além de ser extremamente inteligente, ela é incrivelmente sagaz, ela fez o que era necessário para lidar com a situação, sempre pensando no próximo passo e de forma a sempre estar a um passo a frente da polícia. 

Como eu disse, em sua narração, Tessa Leoni conta fatos do seu passado. Através deles, conhecemos um pouco da infância e juventude dela, e da forma como ela batalhou para estar onde estava. Ela passou por experiências difíceis. Foi uma lutadora para conseguir se formar na Academia de Polícia sendo uma mãe solteira de um bebê de alguns meses de idade. Também ficamos sabendo como ela conheceu seu marido, Bobby Darby, e como ela lidava com sua rotina complicada trabalhando como marinheiro mercante. Isso é muito importante no decorrer da história, pois ficamos entendendo melhor alguma das ações de Tessa.

O livro é cheio de reviravoltas e nos faz pensar quem realmente é Tessa Leoni e se ela realmente matou seu marido e talvez sua filha. Porque em alguns momentos ela nega, mas não quer contar a verdade. E se realmente estiverem cometendo uma injustiça, por que ela fica tão calma? Não é o lógico, uma mãe que ama sua filha está realmente desesperada para saber o que aconteceu com ela? Aliás, Tessa realmente ama sua filha? E onde ela é capaz de ir para encontrá-la, o que ela é capaz de fazer?

O livro me deixou tensa do início ao fim. Quem me conhece sabe que não me dou muito bem com romances policiais, mas eu achei esse simplesmente incrível. Os interrogatórios, as suposições e as ações de Tessa, tudo se relaciona incrivelmente bem, não fica uma ponta solta na história, pois tudo está conectado. Todas as reviravoltas ao longo da história tem um motivo. O livro foi bem finalizado, o que me agradou bastante, as ações finais de Tessa foram surpreendentes.

Talvez eu não tenha falado tudo o que eu queria falar sobre esse livro, mas não quis soltar nenhum spoiler, pois há muitos, e o legal é ir descobrindo as coisas aos poucos. Recomendo esse livro a todos que gostam de um romance policial bem desenvolvido e que gostam de histórias que mostram não apenas o ponto de vista do detetive. Aos que não curtem muito romance policial, como eu, espero que deem uma chance para Sangue na Neve e espero que se surpreendam. A narrativa da autora é ágil e intensa, assim como uma investigação de assassinato deve ser.

Obviamente quero ler os demais volumes da série e conhecer mais sobre essa detetive incrível que é a D.D. Warren. E espero que a Novo Conceito publique os outros. 

Esse foi mais um livro lido pelo grupo Livro Viajante do Skoob. Aliás, só tenho a agradecer a esse grupo maravilhoso.

Outros volumes da série que foram publicados no Brasil:

Esconda-se - Livro 2
Viva Para Contar - Livro 4












14 comentários:

  1. Ta ai um livro que leria sim, com certeza..adoro gêneros policiais, leio bastante..
    Sua resenha esta maravilhosa, me deixou bem curiosa,parabéns.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Simeia,

      Gostei bastante desse livro... é bem intricada. Eu que não sou fã de romance policial, gostei bastante!!

      Obrigada pela visita!!

      Beijinhos!!

      Excluir
  2. Oba! Livro de mistério e policial já gostei haha ela já entrou para minha lista <3 Gostei de sua resenha que explicou bem hehe :3
    Parabéns pelo lindo blog!! ;)
    Venha conhecer o Doce Literário, será sempre bem vindo :3
    http://doceliterario.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, que bom que gostou da resenha, é um livro muito bom, e se você gosta de livro policial acho que vai gostar desse também!!

      Obrigada pela visita!

      Beijinhos!!

      Excluir
  3. Oi Rafa! Tudo bem?
    Adorei a sua resenha, esse livro é muito bom!
    E essa é mais uma das séries que mexem com o meu TOC, kkkkkkk.
    Odeio ler fora da ordem!
    Tenho o Viva para Contar aqui, mas ainda não li. Acho q vou atrás dos livros em inglês mesmo para poder ler na ordem.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hannah, que bom que gostou da resenha.

      Como eu já postei várias vezes lá no grupo, tenho sérios problemas com livros policiais, eles não me prendem... mas desse eu gostei bastante, é realmente muito bom. O problema dele é que não publicaram na ordem! Não tenho tanto problema com isso, uma vez que dá para entender perfeitamente bem, mas é bem chato mesmo, e como meu inglês não é muito bom, tenho que me contentar.

      Obrigada pela visita!!

      Beijinhos!

      Excluir
  4. Legal...esse tipo de livro nos prende na trama, são perfeitos.

    Ótima semana flor, amei o blog... seguindo e curtindo.
    Beijinhos
    Jeito de Ser Você

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gisele,

      Gostei bastante do livro, ele nos prende do início ao fim, e como eu falei, as formas de narrativa intercaladas nos faz querer passar as páginas ainda mais rápido!!

      Obrigada pela visita!! Boa semana para você também!!

      Excluir
  5. Oi Rafaella
    Adorei sua resenha.
    Sempre tive vontade de ler esse livro. É um que está na minha wishlist. Espero consegui-lo o mais rápido possível :D
    Bjss
    Lu
    Blog Sem Spoiler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana,

      Espero que consiga ler, é um livro muito bom e prende muito a nossa atenção.

      Obrigada pela visita!!

      Beijinhos!!

      Excluir
  6. Oi, Rafa!
    Eu sou louca por livros policiais e esse tem tudo para me agradar. O único problema é que, como a Hannah, eu também tenho TOC e não gosto de ler os livros fora de ordem, mesmo que seja perfeitamente possível entender a história. Tomara que lancem os outros volumes por aqui.
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!

      O livro é realmente muito bom mesmo, e para quem gosta de livros policiais é um prato cheio... o problema mesmo é ter sido publicado foram de ordem, fico inconformada por isso. Não tenho problema quanto a ler fora de ordem, mas é bem chato. Espero mesmo que lancem os outros.

      Obrigada pela visita!! Beijinhos!

      Excluir
  7. Oi Rafa!! Resenha muito boa!! Eu curto bastante esse tipo de livro apesar de ler pouquíssimos ahaha acho meio difícil algum autor errar num livro policial. Aliás, o título do livro é igualzinho de um filme (que não vi por sinal) e fiquei me perguntando se seria adaptação ou teria alguma coisa a ver ahahah

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br/2014/06/caixa-de-correio.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dé, tudo bem?

      Não gosto muito de livros policiais, sei lá, eles não costumam me prender, mas gostei bastante desse, acho que deve ser porque a detetive é mulher, sei lá... rs. Pretendo ler os próximos da série.

      Não sei, mas acho que não tem a ver, nunca soube de nenhum dos livros dessa série terem sido adaptados, mas enfim, vou procurar saber.

      Obrigada pela visita!!

      Beijinhos!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...