Resenha #29 - Azul da Cor do Mar (Marina Carvalho)

| |
Autora: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito (Novas Páginas)
ISBN: 978-85-8163-373-2
Ano: 2014
Páginas: 334






ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível.                                                                                                                   
Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida.                                                                                           
Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo.                                                                                                             
Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego.                                                                                                                                                                                        
Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão. 



Esse livro já estava na minha lista de desejados desde que foi lançado. Achei a sinopse bastante interessante e achei o nome da protagonista muito bonito, não acham!? Entretanto, confesso que, apesar de não ter me decepcionado com a história, com certeza esperava mais.

Não vou falar muito do enredo, pois a sinopse está bastante completa. Rafaela sonha desde a adolescência com um garoto misterioso de olhos azuis e mochila xadrez que viu em uma praia em uma de suas viagens para o Espírito Santo. Desde então, ela nunca esqueceu esse menino e passou a viver a sua vida um pouco em função dele. Em todos os garotos de olhos azuis ela procurava o menino misterioso, seus relacionamentos eram ofuscados pois nenhum cara seria capaz de apagar a impressão que ela teve do menino, e ela até escrevia idealizando o momento que os dois se conheceriam.

Entretanto isso não a impediu de ser feliz. Ela estuda jornalismo e conseguiu estágio em um jornal famoso de Minas Gerais e lá conhece o seu novo colega de trabalho, Bernardo. O relacionamento deles começa bem atribulado, a relação deles é de gato e rato, vivem brigando e se provocando. O Bernardo não tem paciência nenhuma com a Rafa e seu lado totalmente desastrado e as confusões em que ela se mete, e dessa forma, brigam muito. A Rafa é uma menina bem corajosa, que fala o que pensa e não tem medo desse jeito dele.

Gostei bastante desse relacionamento deles, apesar de sabermos que em algum momento o sentimento vai mudar, sempre muda. O livro é um tanto previsível demais e cheio de alguns clichês. Não que seja ruim, mas não causa nos leitores aquele sentimento de apreensão para saber o que vai acontecer a seguir.

Gostei da caracterização das personagens, a Marina soube criar personagens que se complementam. O Bernardo, com esse jeito de mau-humorado é simplesmente tudo de bom, ele é do tipo que não dá o braço a torcer, mas sabemos que é justo e leal. A Rafa é uma menina inteligente e que ama o que faz, que é ser jornalista, e mesmo que se meta em algumas confusões, ela é determinada.

O que me incomodou mesmo na história foi a obsessão da Rafaela pelo garoto misterioso, que em alguns momentos eu achei infantil demais. Uma coisa é você fazer isso aos 11 anos, mas depois de 10 anos continuar escrevendo cartas e idealizando um relacionamento com alguém que talvez você nunca vá conhecer foi demais para mim. Além disso, uma atitude do Bernardo em determinado momento do livro me irritou um pouco também, mas depois entendi.

Achei bem legal o livro ser bastante voltado para o jornalismo. A cada início de capítulo há um trecho de abertura de manuais de redação. Há também alguns trechos das reportagens em que a Rafa e o Bernardo estavam trabalhando. Acho que isso deixou o texto mais fluido. 

A edição do livro está muito bonita, a cada início de capítulo há um desenho fofo. Não me lembro de ter encontrado erros de revisão e os capítulos são curtos, além disso, a escrita da autora é bastante fluida. É uma leitura leve e que não te traz grandes questionamentos, mas é uma boa diversão.


Essa resenha atende ao:
*2015 Reading Challenge - Tema 37: Um livro com uma cor no título
*Desafio das Capas - Tema 3: Algum elemento da natureza




























23 comentários:

  1. Sou apaixonada pela escrita da Marina! Ô mulher talentosa!!!
    Ainda não li esse livro dela mas pretendo fazer isso em breve, tenho quase certeza que irei adorar.
    Amei a resenha.
    Beijo!

    http://umaleitoravoraz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. gente eu n consegui nem terminar esse livro. achei muito chatinho e algumas coisas bem forçado.
    pelo menos vc gostou da leitura.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    É bom quando conseguimos eliminar 2 ou mais desafios, com uma leitura só, =D

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Raffa, tudo bem?

    Eu lembro desse lançamento e também fiquei interessada, mas depois de sua resenha eu não tenho muitas expectativas. Deve ser um livro legal, mas não espetacular né? Se eu for ler ele não vou criar muitas expectativas, mas ainda bem que a leitura é leve e fluida.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rafa. Primeiro de tudo: O título remete o mar mas se passa em MG, correto? Haha! Achei isso estranho. Mesmo que, provavelmente, durante o enredo garoto seja sempre lembrado. Enfim... Gostei do plot do livro, apesar de sempre ver a capa e artigos em outros blogs nunca parei para ler as resenhas e mesmo com a sua pontinha de decepção ainda sim fiquei animada para conhecer. Acho que as reerencias ao jornalismo é o que mais me chamou a atenção.
    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha... é isso mesmo. A personagem mora em Minas, mas ela sempre passava as férias numa cidade de praia do Espírito Santo e foi lá que ela viu o menino.

      Excluir
  6. Oi Rafa tá ai um livro que com certeza eu não vou ler! Primeiro porque diferente de você achei a sinopse muito confusa, segundo o livro tem cara de ser bastante previsível, se brincar o Bernardo é o garoto de olhos azuis ou esse bendito aparece somente para atrapalhar a Rafa e o Bernardo quando eles estão começando a engatar. Mas uma coisa que me incomodaria na leitura seria essa coisa dele por esse garoto me faria ter raiva de personagem e eu empacaria na leitura, infelizmente esse livro não é para mim!!

    Xo
    Alisson
    Re.View

    ResponderExcluir
  7. Olá

    O nome da protagonista é até que legalzinho :P mas mesmo assim não me interessei pela leitura. Uma pena que as suas expectativas não foram atendidas, também já passei por situações parecidas como esta. O livro ser previsível e chichezento não me cativou muito, então dispenso.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Rafa!
    Eu já quis mais ler esse, mas depois de Simplesmente Ana eu fiquei meio pé atrás com a autora. Assim como a Rafaela, a Ana também é muito imatura em algumas coisas, e eu esperava mais de uma menina de 20 anos.
    Concordo com vc que com 11 e com 20 nossa cabeça muda. Quando eu era nova, sonhei que ia casar com um Felipe e fiquei com aquilo na cabeça, tanto que meu primeiro beijo foi num menino com esse nome, mas depois cresci e me casei com um Elianderson. Tudo a ver, né? kkkkkkkkkkkkk Já pensou se eu ficasse esperando um Felipe? Perdia o amor da minha vida!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Oi flor... tudo bem??

    Adoro um romance clichê kkkk, não adianta e fiquei curiosa pela história tirando a parte obsessiva da personagem... porque assim... ficar impressionada com alguém ao 11 anos e fantasiar com isso beleza, mas depois de 10 anos permanecer fantasiando e criando acontecimentos... aff... é de irritar mesmo... posso até entender um pouco o jeito dela agir dessa forma... talvez ela seja uma romântica... sei lá... rs... Só sei que se eu tiver a oportunidade de ler o livro vou adorar conhecer a história... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Rafa.
    Desde que eu li Simplesmente Ana que conseguiu me tirar de ressaca literária, eu decidi que teria todos os livros que a Marina lançasse, e realmente tenho, inclusive Azul da cor do mar, mas ainda não li. Tô deixando pra um momento crítico rsrs.
    É bom saber que esse enredo tem suas falhas, principalmente com os personagens, não gosto quando são infantis demais pra idade, mas vou tentar relevar esse detalhe e conferir se a leitura fluirá.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. A diagramação desse livro é linda demais <3
    Eu gostei muito da história quando li, que por sinal faz um ano haha foi no carnaval do ano passado. Acho ótima a maneira como a Marina escreve, e tenho consciência de que não sou o publico alvo dela. Por isso sempre tento avaliar seus textos como se eu tivesse 15 anos rs

    Sim, isso dela ser obcecada pelo garoto irrita mesmo. Mas como curti o resto da história, deu para relevar.

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi Rafa! Sim, nome bem bonito o da protagonista! Rs...

    Que pena que o livro não atendeu às suas expectativas, me apaixonei tanto pelo enredo que nem com o fato dela ainda ser obcecada pelo tal garoto eu me irritei... rs... esse é meu livro preferido da Marina.

    Beijo.

    Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Oi Rafa,

    Nunca li nada da Marina e no ano passado comprei este livro em um sebo porque amei a capa e o título, mas ele está esperando na fila, hahaha. Já resenhas positivas e algumas não muito. Vamos ver o que vou achar da obra como um todo.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi, Rafa!
    Eu também li e adorei esse livro, é bem levinho mesmo, e a historia te prende, te deixa curiosa mesmo. A Diagramação é foofa, pelo menos eu gostei! rs
    Eu li Simplesmente Ana e também adorei, a escrita da Marina é boa demais, a leitura flui que é uma maravilha. Fico feliz que você tenha gostado!

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Rafa
    Que legal ler um livro em que a protagonista tem o mesmo nome que você, heim?
    Não li nada da Marina, apesar de ter vontade de ler Simplesmente, Ana! Este volume me parece totalmente clichê e sinto que não me agradaria. Sinto falta daquela apreensão sobre o que vai acontecer e pelos clichês da obra, parece que a obra caminha para a previsibilidade!
    Gosto desta capa, mas tenho dificuldade para engolir protagonistas bobas e imaturas! Sem mencionar que essa obsessão pelo garoto misterioso é bem nonsense!
    Adorei a resenha, Rafa!

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá, Rafa! Tudo bom?

    Ainda não tive a chance de ler esse livro, mas ele está na lista dos desejados. Entretanto, fiquei meio chateado ao saber que você achou algumas partes do dele infantil demais, mesmo com os personagens bem construídos. Outra coisa que não gostei é o fato da leitura não trazer questionamentos. Gosto de livros que me faça pensar e que estimule minha percepção de mundo. Enfim, adorei sua resenha!

    Até mais,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá, não li nada da Marina, mas com certeza não começarei por "Azul da cor do mar".
    Não gosto de estórias que não prende o leitor, e eu fujo dos clichês. E já não gostei a obsessão da Rafa. Estranho demais!

    beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  18. Oi Rafa, eu já tenho esse livro na estante a um tempo mas ainda não consegui parar para ler. Da Marina só li a releitura de Ela é uma Fera e curti muito. Espero gostar desse também.

    Bjs, Glaucia
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Rafa, esse livro parece ser bem legal, mesmo que a obsessão da protagonista tenha te incomodado e provavelmente também vá me incomodar eu fiquei interessada em lê-lo <3

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  20. Oi Rafinha, sua linda, tudo bem?
    Eu adoro esse jogo de gato e rato que encontramos na maioria dos livros. E uma fórmula que sempre funciona comigo, mesmo que acarrete uma previsibilidade. Uma pena que não tenha curtido tanto o livro. Eu sempre fico suspirando com esses romances. Não vejo a hora de ler o livro.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. ÀS VEZES NEM TUDO É SONHO .QUEM SABE OS SONHOS SE TORNEM REAIS.ENREDO MUITO LEGAL GOSTEI MUITO.

    ResponderExcluir
  22. Estou louca para ler esse livro! Depois que li Simplesmente Ana virei fã da escrita da autora e quero ler todos os livros dela. Essa sinopse é muito boa e a sua resenha só me deixou ainda mais curiosa. :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...